Marvel Studios
Marvel Studios

Como a Disney deve lidar com 'Pantera Negra 2' após morte de Chadwick Boseman

Uma sugestão é dar o papel para Letitia Wright, que interpreta Shuri em 'Pantera Negra'

Helen Coster, Reuters

04 de setembro de 2020 | 12h59

Pouco depois de saber da morte de Chadwick Boseman, astro de Pantera Negra, aos 43 anos, os fãs pediram que a Marvel Studios não reformulasse o papel, criando um dilema para o estúdio que planeja uma sequência do primeiro grande filme de super-herói de Hollywood com um elenco predominantemente negro.

Escritores, acadêmicos e ativistas, falando à Reuters sobre o impacto cultural do filme e o desempenho de Chadwick Boseman, acreditam que a Marvel e sua empresa-mãe, Walt Disney Co, deveriam honrar o legado de Boseman com um enredo que consagre uma nova Pantera Negra do elenco existente do filme ou em outro lugar no Universo Marvel.

“Eles realmente deveriam considerar seguir o enredo da história em quadrinhos e levar Letitia Wright (que interpreta Shuri, a irmã gênio da tecnologia do personagem de Boseman) nesse papel central”, disse Jamil Smith, escritor sênior da Rolling Stone.

“Nós a vimos em ação. Nós a vimos no meio dessas lutas. Por que não pensaríamos que ela teria coragem e força para se tornar a próxima Pantera Negra?"

Essa estratégia poderia ajudar a acalmar os fãs que teriam dificuldade em ver um ator masculino diferente continuar no papel.

“Talvez a resposta, para aqueles de nós que ainda não estamos prontos para ver alguém naquele traje, seja passar as rédeas um pouco mais cedo do que eles esperavam e permitir que Shuri assuma o manto talvez para um Pantera Negra 2”, disse April Reign, vice-presidente de estratégia de conteúdo do Ensemble, um estúdio de conteúdo. 

Outra ideia seria celebrar o legado de Chadwick Boseman. "O personagem dele volta como o pequeno Pantera Negra?, questionou Nicol Turner Lee, do instituto de pesquisas Brookings. "A Disney valoriza a imaginação das crianças que procuraram por ele?"

A Disney e a Marvel não quiseram comentar. O estúdio se concentrou em homenagear Boseman. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.