Comédia sobre mundo da moda vira hit

O mundo da moda garante lugar definitivona cultura pop ao virar tema da comédia do momento nos EstadosUnidos. O filme Zoolander, estrelado e dirigido por BenStiller, disseca os clichês do universo fashion e do mercado dossupermodelos masculinos de uma maneira mais ácida do quePrêt-à-Porter, que Robert Altman dirigiu nos anos 90. Comaparições de Tom Ford, Claudia Schiffer, David Bowie, WinonaRyder e Milla Jovovich, entre muitos outros, a produção celebrao casamento definitivo entre o mundo da moda e Hollywood.Zoolander foi aprimeira comédia a estrear no país depois dos atentadosterroristas e continuou faturando bem em seu segundo fim desemana nos cinemas, um total de quase US$ 20 milhões. Seu sucesso mostrao quanto os personagens do mercado fashion já foram absorvidospelo grande público - e garantem um novo status para Stiller,que chamou atenção com comédias como Quem Vai Ficar com Marye Entrando Numa Fria, mas não chegou a fazer muito sucessoatrás das câmeras, em filmes como Caindo na Real e OPentelho.Saído de uma geração de comediantes nova-iorquinos que despontouna virada dos anos 90 (ao lado de Janeane Garofalo e Andy Dick),Stiller foi ajudado pelo fato de ser filho de atores. Seu pai,Jerry, que também aparece em Zoolander, ficou conhecido pelopapel do pai de Seinfeid no seriado dos anos 90 depois de umalonga carreira na televisão.Ben Stiller criou o personagem Derek Zoolander para uma ediçãodo VH1 Fashion Awards, que se tornou o mais importante prêmio demoda dos Estados Unidos nos últimos anos, organizado atualmentepelo canal de música irmão da MTV em parceria com a Vogue.Ele apareceu em esquetes que ridicularizavam a personalidade dosmodelos masculinos.Zoolander chega às telas como um longa-metragem produzidopelo VH-1 e sem nenhum medo de esculhambar com a moda comexageros de desenho animado, assim como Austin Powers fezcom o universo dos filmes de espionagem.A história começa com a cúpula da moda, representada por clonesde Karl Lagerfeld e da poderosa editora da Vogue americana,Anna Wintour, decidindo assassinar o novo primeiro-ministro daMalásia, que promete acabar com o trabalho semi-escravo que é abase da produção das grandes marcas de roupa nos Estados Unidos. Para executar o serviço, eles precisam de alguém que passepor uma lavagem cerebral facilmente, "a pessoa mais sempersonalidade de todo o mundo". O escolhido, claro, éZoolander.Ao contrário de boa parte dos filmes baseados em esquetes dohumorístico Saturday Night Live, Zoolander conta com umroteiro se sustenta ao longo de 90 minutos. Além de arrancar risadas comos diálogos entre o "supermodelo" e seus colegas e com asaparições-relâmpago de mais de 30 celebridades da música, docinema e da moda, o filme tem cenas brilhantes. Uma delas é oduelo entre Zoolander e seu maior concorrente, Hansel. Realizadoem uma passarela, cada desafiante tem de imitar exatamente osmovimentos feitos pelo outro durante uma entrada. Com DavidBowie como mediador, a cena arranca gargalhadas do público.O comediante Will Ferrell, o maior talento do Saturday NightLive atualmente (conhecido pelas ótimas imitações dopresidente George W. Bush), também é responsável por boa partedas risadas da fita. No papel do superpoderoso estilista Mugatu(uma mistura de Jean Paul Gaultier com Karl Lagerfeld), eleabusa de assistentes e cria uma coleção inteira inspirada nosmendigos de Nova York. Milla Jovovich também mostra bompotencial para comédia no papel de Katinka, a assistente doestilista, cujo maior problema é com roupas compradas em lojaspopulares como K-Mart e J.C. Penney.O web site oficial do filme (no endereçowww.zoolander.com) é um bom complemento da comédia. Alémde editoriais com o modelo, há vídeos com reportagens sobre avida dele e um especial com a coleção de roupas de Mugatu feitasa partir de lixo.

Agencia Estado,

08 de outubro de 2001 | 14h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.