Começa o julgamento do cantor Bertrand Cantat

Começou ontem o julgamento do astro de rock francês Bertrand Cantat, de 40 anos, acusado de matar sua namorada, a atriz Marie Trintignant, em Vilna, na Lituânia. O cantor admitiu ter agredido Marie mas insistiu que sua morte foi "um acidente trágico". "Nós nos amávamos, e nosso amor crescia", afirmou, em testemunho que durou mais de uma hora.A uma bancada de três juízes, o cantor afirmou ter dado quatro golpes na atriz, embriagado. "Tudo aconteceu muito rápido", contou. Os promotores insistem que a atriz recebeu pelo menos 19 golpes durante o acesso de fúria do cantor.Cantat agrediu Marie em julho de 2003, em um quarto de hotel. A atriz viajara até a Lituânia para gravar o telefilme Collete, dirigido por sua mãe, Nadine Trintignant. O roqueiro, líder do Noir Desir, foi preso e acusado de homicídio. Marie passou quase uma semana em coma, com traumatismo craniano, mas não resistiu e morreu em 1.º de agosto. Se condenado, Cantat pode pegar 15 anos de prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.