Começa no Chile festival internacional de cinema

Começa nesta quarta-feira o 2.º Festival Internacional de Cinema de Santiago, o Sanfic 2006, que exibe, até o dia 14, na capital chilena, mais de 90 produções. Concorrem a prêmios - ao todo, foram desembolsados US$ 80 mil - 15 filmes, sete deles latino-americanos.A mostra inclui mais de 90 filmes entre documentários, ficção, curtas-metragens e várias mostras paralelas com filmes cubanos, argentinos, chilenos, asiáticos, franceses e norte-americanos. O júri é composto por Peter Scarlet, diretor-executivo do Festival de cinema de Tribeca; o cineasta alemão Klaus Eder; o francês Phillippe Jalladeau, diretor do Festival dos 3 Continentes e a cineasta cubana Alicia Scherson. Na competição estão os filmes "En el Hoyo", do mexicano Juan Carlos Rulfo, "Alma Mater", do uruguaio Álvaro Buela, "Absolut", uma co-produção suíço-alemã dirigida por Romed Wyder, "Lês etats Nordiques", do canadense Denis Coté, "Padre Nuestro", do chileno Rodrigo Sepúlveda e "El Custodio", do argentino Rodrigo Moreno, um filme realizado em co-produção com Uruguai, Alemanha e França. "El Custodio" foi o grande vencedor do 16.º Cine Ceará - Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo, que aconteceu em junho, em Fortaleza. Levou três prêmios: melhor filme, diretor e ator (Julio Chávez). Também serão exibidos o argentino "Los Próximos Pasos", de Lorena Muñoz; "Madeinusa", de Claudia Llosa; o mexicano "1973", de Antonino Isordia e "Mutual Appreciation" do norte-americano Andrew Bujalski. O público pode conferir, além desses filmes, "Illumination", do francês Pascale Breton; "The blossoming of Máximo Oliveros", do filipino Auraeus Solito; "The Play", do turco Pelin Esmer; "Netto", do alemão Robert Thalheim e "Old Joy", do norte-americano Kelly Reichardt.

Agencia Estado,

09 de agosto de 2006 | 13h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.