Começa a produção do novo "King Kong"

Na primeira vez em que Peter Jackson tentou refilmar King Kong, aos 13 anos, ele usou uma miniatura de papel do Empire State Building, um lençol pintado com um cenário de Nova York e sua câmera Super 8. Agora as coisas são diferentes. Aos 40 anos, Jackson, que dirigiu a série O Senhor dos Anéis, pela qual ganhou três Oscars, disse que o remake milionário terá grandes diferenças em relação ao original de 1933. Haverá um maior desenvolvimento dos personagens, especial o do gorila. "Ele é um gorila muito velho e nunca sentiu empatia por qualquer outro ser vivo durante sua longa e brutal vida", disse Jackson.A atriz australiana Naomi Watts vai fazer o papel da donzela em perigo, Ann Darrow, que transformou a atriz Fay Wray em um ícone do cinema. Naomi disse que estava triste por Fay não ter vivido para ver o remake. A atriz morreu em 8 de agosto em seu apartamento em Manhattan aos 96 anos. "Espero não ficar marcada para sempre com esse papel", disse Naomi, que foi indicada ao Oscar por sua atuação em 21 Gramas. Adrien Brody, que venceu o Oscar de melhor ator por O Pianista em 2003, fará o herói romântico Jack Driscoll, e o ator de comédias Jack Black interpretará o cineasta ganancioso Carl Denham. A equipe estava reunida hoje para a primeira sessão de fotos, na Nova Zelândia, onde o filme será rodado. Brody disse que seu personagem mistura sensibilidade e heroísmo, "e raramente o ator recebe um papel com esse calibre. É geralmente um ou outro." Black disse que aceitou o papel sem mesmo ler o roteiro, como um "apaixonado e obcecado ator". King Kong deve estrear em dezembro de 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.