Começa a maratona da 27.ª Mostra de Cinema

Leon Cakoff chega à 27.ª edição de seu invento fiel à orientação que sempre imprimiu à Mostra Internacional de Cinema São Paulo. A Mostra BR de Cinema vai trazer à cidade os três vencedores do ano, nos três maiores festivais do mundo, Cannes, Berlim e Veneza. Em geral, o público corre para ver esses pesos-pesados do cinema chamado de arte - Neste Mundo, de Michael Winterbottom; Elefante, de Gus Van Sant; e O Retorno, de Andrey Svyagintsev -, mas Cakoff insiste no filme pequeno que é preciso descobrir (e valorizar). Este ano, ele aposta em Vodca Lemon, de Hiran Leemon.Foi um ano difícil. Cakoff e sua parceira, na mostra e na vida, Renata de Almeida, estão fazendo a 27.ª edição com muito menos dinheiro do que gostariam, mas ele não quer falar sobre isto. É um problema de bastidores e agora os holofotes estão sobre a abertura e a programação que, durante os próximos 15 dias, vai fazer da cosmopolita São Paulo a capital do cinema, trazendo para o País as novas tendências da produção mundial, a começar por As Invasões Bárbaras, de Denys Arcand, que abre hoje a mostra para convidados. O Rio já teve a sua vez e muitos filmes que serão exibidos, agora, em São Paulo, já passaram pela cidade que ostenta o título de maravilhosa. Mas existem também aqueles que só Cakoff traz. O novo Manoel de Oliveira? O novo Tsai Ming-liang? Estão na programação.A mostra de 2003 cria um espaço de convivência que vai transformar o antigo Cine Astor, no Conjunto Nacional de Cinema, num ponto de encontros, debates e serviços. Tudo isso é ótimo, faz parte do clima. E os filmes? Serão 265 longas, mais 88 curtas, projetados em 18 pontos de exibição - 17 salas e um CEU (Centro de Educação Unificada). O CEU Jambeiro, em Guaianases, vai ser logo no primeiro dia do evento para o público - amanhã -, palco de uma experiência e tanto. Guilherme Coelho ganhou com seu documentário Fala Tu, sobre quatro rappers da Zona Norte carioca, o prêmio do público no Festival do Rio 2003. Pois ele vai trazer seus rappers à periferia de São Paulo, para um encontro de culturas, após a exibição de Fala Tu, às 21 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.