Começa 53ª edição do Festival de San Sebastián

O Festival de Cinema de San Sebastián iniciará nesta quinta-feira sua 53ª edição com uma forte presença de diretores latino-americanos, com destaque para o brasileiro Ruy Guerra, na mostra competitiva.Embora a seleção tenha deixado de fora da edição deste ano filmes americanos, será uma atriz e diretora deste país, Anjelica Huston, que presidirá o corpo de jurados. Outros dois americanos, os atores Willem Dafoe e Ben Gazzara estarão em San Sebastián nos dias 18 e 22, respectivamente, para receber os Prêmios Donostia 2005. Também haverá duas retrospectivas dedicadas aos diretores Abel Ferrara e Robert Wise, que faleceu ontem. (Leia aqui: Morre Robert Wise, diretor de "A Noviça Rebelde")O filme de abertura do Festival será um dos 19 que disputarão a Concha de Ouro, prêmio máximo do certame na mostra competitiva:Obaba, do espanhol Montxo Armendáriz. Já o longa-metragem de encerramento, que não competirá na Seção Oficial, será exibido no dia 24, The World´s Fastest Indian, do neozelandês Roger Donaldson.O brasileiro Ruy Guerra apresenta na mostra competitiva O Veneno da Madrugada, adaptação do romance A Má Hora, de Gabriel García Márquez, realizada em produção conjunta entre Brasil, Argentina e Portugal. Na mostra "Horizontes", 12 filmes inéditos da Espanha e produzidos ou inspirados em comunidades latinas competirão por umprêmio de US$ 22 mil. Um dos participantes é o brasileiro Cinema, Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes.O cartaz do 53º Festival de Cinema de San Sebastián rende homenagem ao diretor Alfred Hitchcock (1899-1980) no 25º aniversáriode sua morte. O britânico foi um dos mais ilustres visitantes do Zinemaldia (Festival de cinema, no idioma basco).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.