J. Emilio Flores/The New York Times
J. Emilio Flores/The New York Times

Com São Paulo na Fase Vermelha e salas de cinema fechadas, o streaming é a salvação para cinéfilos

Confira dicas de filmes e séries que pode ser encontrados em diversos serviços online 

Luiz Zanin Oricchio, O Estado de S.Paulo

10 de março de 2021 | 15h00


Com São Paulo na Fase Vermelha e salas de cinema fechadas, o streaming tem sido a salvação da lavoura para os cinéfilos. Abaixo, algumas dicas do que pode ser encontrado em diversos serviços online.

A série brasileira Cidade Invisível, de Carlos Saldanha, tem seu interesse e suas limitações. Dirigida por um cineasta de bem sucedida carreira internacional (A Era do Gelo, O Touro Ferdinando e Rio), a série exibe boa técnica e elenco acima da média - com destaque para Alessandra Negrini e José Dumont. A série ambienta no Rio de Janeiro uma história de crimes com pessoas "normais" convivendo com entidades da mitologia popular brasileira como o Saci Pererê, a Cuca, o Boto, a Iara, etc. A ideia é bem sacada e traz à tona temas como a especulação imobiliária e crimes contra o meio ambiente. Essa boa ideia perde-se um pouco na superficialidade com que os temas são trabalhados. Mas a série é divertida. A primeira temporada tem sete episódios e uma segunda temporada já foi anunciada em função do sucesso obtido. Na Netflix.

 


Para quem gosta ou quer conhecer mais sobre o cinema russo e soviético, o caminho é o canal no Youtube do CPC-UMES, entidade que tem feito um senhor trabalho de divulgação dessas cinematografias. Eles já lançaram mais de 50 títulos em DVD e, uma vez por semana, exibem um filme do catálogo gratuitamente no Youtube. Nesta sexta, dia 12, a atração é Quando Voam as Cegonhas (1957), de Mikhail Kalatozov, vencedor da Palma de Ouro em Cannes. A história, com tintas românticas, é a de um jovem casal separado pela guerra. O filme fica disponível das 19h de sexta-feira às 19h do domingo. Canal CPC-UMES Filmes no Youtube.

 


No canal Cinema Virtual. Mambo Man - Guiado pela Música é oportunidade de ver um exemplar do cinema cubano contemporâneo. Dirigido por Edésio Alejandro, o personagem principal é um pequeno sitiante que vive com dificuldades financeiras. Um telefonema de um antigo conhecido parece lhe oferecer a chance de resolver seus problemas. É a tentação capitalista que chega à ilha.

 

Esta semana entrou na mesma plataforma, Cinema Virtual, Um Amor Proibido, do francês Arnold de Parscou. Eka é um balinês de 25 anos em uma pequena aldeia no norte de Bali. Por amor a Margaux, uma linda estudante de piano que vive na ilha em uma luxuosa vila com sua família francesa, Eka decide aprender música. O jovem fica cativado pela moça e pelo mundo artístico, fazendo-o ter esperança de uma vida nova, longe da pobreza e da aspereza do seu meio. Um filme pelo menos interessante. 

 


O MUBi é um dos sites que oferecem curadoria séria do seu catálogo, e, por isso, tornou-se um dos preferidos dos apreciadores. O serviço, de fato, promove um cardápio dos mais estimulantes para cinéfilos cordon bleu. Em cartaz, o badalado e premiado documentário Notturno, do italiano Gianfranco Rosi, apresentado no Festival de Veneza. Rosi passou três anos convivendo com as pessoas e captando imagens em países do Oriente Médio devastados pela guerra, como Síria, Líbano e Iraque. Com raros diálogos e sem voz narrativa, aposta apenas no impacto das imagens da vida cotidiana das pessoas atingidas pela violência. Muito bom. Junto com Notturno, o MUBi tem em cartaz no momento filmes como Clube de Luta, de David Fincher, e Ela Volta na Quinta, do brasileiro André Novais Oliveira. 

 


Outra sugestão para os que gostam do "cinema de arte" é o Belas Artes à la Carte, detentor de um catálogo dos mais poderosos. Além dos títulos já disponíveis, chegam dia 11/3 mais quatro reforços: Seção Especial de Justiça, de Costa-Gavras, Sangue do Meu Sangue, de Marco Bellocchio, Jejum de Amor, de Howard Hawks, e Volere Volare, de Guido Manuli e Maurizio Nichetti. 

 


Premiados. Alguns filmes ou séries recentemente premiados continuam disponíveis. É o caso de The Crown, vencedora como série dramática no Globo de Ouro, e também no Critic 's Choice, que continua na Netflix. Também na Netflix, há o ótimo Mank, que vem sendo premiado e é uma das apostas para o Oscar. 

Esses são os títulos mais badalados, mas convém dar uma garimpada nos serviços de streaming em busca de bons filmes que podem passar despercebidos. É o caso do brasileiro Estou me Guardando pra Quando Carnaval Chegar, de Marcelo Gomes, um dos melhores documentários recentes, sobre as condições de trabalho na cidade pernambucana de Toritama, considerada a "capital do jeans". 

 


Devido à pandemia, os festivais de cinema estão sendo realizados de maneira online, o que os transforma em excelentes opções de streaming para quem esteja a fim de conferir as novidades. 

Dia 10 começa a Mostra de Cinema de Gostoso, em tempos normais realizada na praia da linda cidade litorânea do Rio Grande do Norte, São Miguel do Gostoso. Este ano serão exibidos 34 filmes que poderão ser acessados através do site Mostra de Cinema de Gostoso e estarão hospedados na plataforma de streaming Innsaei.TV. A programação ficará disponível durante os cinco dias da Mostra.

Com pegada feminista, o Santos Film Festival, de 16 a 23 de março, promete nada menos que 75 obras audiovisuais, entre curtas e longas-metragens, nacionais e estrangeiros, dirigidos ou produzidos por mulheres. A programação completa e os filmes podem ser conferidos no site Santos Film Festival. A homenageada deste ano é Adélia Sampaio, a primeira cineasta negra do país. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.