Com Homem-Aranha, Marvel recupera seu superpoder

Homem-Aranha marca a consolidaçãode uma ótima fase da editora Marvel Comics, que licenciou váriosde seus super-heróis para o cinema nos últimos tempos.Personagens clássicos de histórias em quadrinhos vão tomar contadas telas a partir deste verão americano. Homem-Aranha estréia hoje nos Estados Unidos (dia 17, no Brasil), Blade 2faz sucesso atualmente e Demolidor chega às telas ainda esteano. X2, a seqüência de X-Men, e Hulk temprevisão de estréia para 2003. A indústria de super-heróisrecupera seus superpoderes, que tinha perdido em um pedido defalência em 1996.Originalmente chamada de Timely Comics, a Marvel era conhecidaantes dos anos 60 por produzir as HQs do Capitão América. A DCComics era a editora importante da época, mas a situação mudoucom a chega de John Kennedy ao poder, a intensificação da GuerraFria e a corrida ao espaço. Entraram em cena vários super-heróisque lutam contra o crime e têm qualidades e defeitos como osseres humanos. Os mais importantes eram o Quarteto Fantástico(criados em 1961), que abriram o caminho para Homem de Ferro,Demolidor, os X-Men e o Homem-Aranha.A boa fase da Marvel durou até meados dos anos 90 e acabou porcausa de uma greve dos times de baseball nos Estados Unidos em1994. O dono da indústria de cosméticos Revlon, Ron Perelman,comprou a empresa em 1989 com o objetivo de transformá-la em umgigante do merchandising, tendo a produção de figurinhas como suaatividade mais importante. A idéia deu certo até a greve, quearrasou o mercado de figurinhas e fez com que a empresa tivessede recorrer à Justiça e decretar falência. A transformação veio com Avi Arad, novo presidente do grupo, eseu parceiro Ike Perlmutter, que era dono da companhia Toy Biz,subsidiária da Marvel. A idéia deles era simples: os personagenstinham de ser vendidos para Hollywood. Se a DC Comics tinhaganhado dinheiro em franquias de Super-Homem e Batman desde osanos 70, por que a indústria do cinema não iria querer ossuper-heróis deles? O primeiro a ser levado para as telas foiBlade, em 1998, interpretado por Wesley Snipes. Depois foi a vezdo hit de crítica e público X-Men, com Hugh Jackman, HalleBerry e Ian McKellen.Até aí o dinheiro não tinha entrado. O grande negócio para aMarvel foi a venda dos direitos de Homem-Aranha, que rendeuUS$ 10 milhões, mais participações nos lucros do filme. Aempresa também licensiou o personagem para um desenho animado daMTV americana e para promover os tênis da marca Reebok, os telefonescelulares da Cingular Wireless e o fast-food Hardee´s. A Toy Biz, por sua vez, lançou os brinquedos. O céu é o limite a partir deagora: a Marvel Comics tem nada menos do que 4,7 mil personagensem seus arquivos.X2 começa a ser rodado ainda este ano. Blade 3 eHomem-Aranha 2 devem começar a ser produzidos no início de2003. Homem de Ferro e Quarteto Fantástico também estãoem fase de pré-produção.Os dois projetos mais importantes, no entanto, são Hulk e Demolidor. Hulk está em fase de produção atualmente. O filme temdireção de Ang Lee, de O Tigre e o Dragão, e o australiano Eric Bana no papel do cientista David Banner. No elenco,também está a ganhadora do Oscar de melhor atriz coadjuvantedeste ano, Jennifer Connelly, de Uma Mente Brilhante. Outrosnomes envolvidos na produção são Sam Elliott e Nick Nolte. Omonstro verde vai ser feito por computação gráfica.Demolidor destaca-se pelo protagonista, o ator Ben Affleck.Ele faz o papel do advogado Matt Murdock, um sujeito que ficacego por causa de lixo atômico, mas passa a ter um apurado sensode "radar", com uma "visão" mais desenvolvida do quequalquer ser humano normal. Nas ruas de Nova York, o promotorusa seus super-poderes para combater o crime. A direção é deMark Steven Johnson. No elenco, também estão Jennifer Garner(estrela da série de TV Alias, da emissora americana ABC),Michael Clarke Duncan e Colin Farrell.Outro herói da Marvel que vai parar no cinema é Namor, oPríncipe Submarino. O roteirista David Self foi contratado paraadaptar a história da criatura meio humana meio anfíbia deAtlântida. Com temperamento difícil, ele já ajudou os homens elutou contra eles, quando seu reino debaixo da água começou aser poluído com lixo. Self é praticante de mergulho submarino eseu pai é um biólogo e oceanógrafo. O Príncipe Submarino foicriado em 1939.A Marvel também anunciou recentemente a produção de uma novafranquia baseada na HQ Justiceiro, que não tem superpoderes, maspassa a lutar contra o crime depois de ver sua família ser mortapor uma gangue. A produção vai terroteiro e direção do novato Jonathan Hensleigh. A HQ foi adaptada para o cinema em 1990, em umaprodução independente australiana estrelada pelo ator suecoDolph Lundgren. Outro projeto em fase de pré-produção éMotoqueiro Fantasma, de Stephen Norrigton.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.