Clássicos da Disney em DVD

Parece coincidência, mas com a estréia, amanhã, de Fantasia 2000, clássicos de animação dos Estúdios Disney estão chegando ao mercado de DVD, lançados pela Buena Vista Home Entertainment. Os títulos de maio para venda direta (sell thru) foram A Dama e o Vagabundo e Os 101 Dálmatas. Este mês já chegaram às locadoras e lojas especializadas Peter Pan e O Rei Leão 2 - O Reino de Simba, que serão seguidos, no dia 20, por Mogli - O Menino Lobo e A Pequena Sereia. A Coleção Disney DVD está toda disponível nas versões dublada e legendada.Além das tradicionais opções de legendas, escolha de cenas e som e imagem digitais (dolby surround) nos clássicos lançados em maio e junho, a Buena Vista também está lançando outro desenho que não é clássico, mas com certeza possui atrativos para o público do selo - Tarzan veio acompanhado de um bônus especial. É a Disney tentando conquistar o público do DVD.Para aproveitar a proximidade do Dia dos Namorados, na última segunda-feira, vale lembrar uma das imagens imorredouras de romance no cinema: A Dama e o Vagabundo comem espaguete e dividem o mesmo fio da massa até chegar a um beijo, no desenho de Hamilton Luske, Clyde Geronimi e Wilfred Jackson. A Dama e o Vagabundo é de 1955, portanto, muito anterior à revolução gráfica que os computadores fizeram no mundo da animação. O filme ainda é do tempo do acetato, quando as imagens eram feitas uma a uma, manualmente, num processo artesanal que seria mudado nos anos 90 pela computação gráfica.Se a técnica, mesmo tradicional, é prodigiosa (A Dama e o Vagabundo foi o primeiro desenho em cinemascope), o que faz o encanto permanente do filme é mesmo o fascínio da própria história e o carisma dos personagens. Dama é uma cocker criada com todo mimo por um casal que acaba de unir-se. Quando sua dona fica grávida, surge a tia com seus dois gatos, Si e Ão. Os gatos infernizam a vida da Dama e a conseqüência é que ela é forçada a usar uma focinheira. Entra em cena o cão vira-lata que Dama conheceu na rua. Vagabundo não vai apenas libertar a Dama da focinheira. Vai levá-la a um passeio na cidade, para mostrar-lhe o que é a verdadeira liberdade. Essa sensação de ser totalmente livre dura pouco, porque logo estão na cantina, dividindo o espaguete. Descobrem o amor e a necessidade do outro. É um belo romance, adaptado do livro de Ward Greene. A love story não é o forte de Os 101 Dálmatas, de 1961, que teve versão recente com Glenn Close como Malvina Cruela. Por melhor que Glenn seja como malvada, a Cruela do desenho é melhor. A diversão começa quando os dálmatas Pongo e Prenda têm 15 filhotes na casa de seus donos. Juntos formam uma grande família até que Cruela rapta todos os filhotes de dálmatas da cidade, para confeccionar um casaco de peles como nunca se viu antes.Como A Dama e o Vagabundo, Os 101 Dálmatas também foi feito por um trio de diretores - os mesmos Luske e Geronimi, mais Wolfgang Reithermann no lugar de Wilfred Jackson. O filme conta, com muito charme, a história do ângulo dos cães. Os outros desenhos que integram os primeiros pacotes de DVD da Disney não são menos populares (nem atraentes). Peter Pan, do trio Luske-Geronimi-Jackson, é uma deliciosa adaptação da obra de James M. Barrie que inspirou o decepcionante Hook - A Volta do Capitão Gancho, de Steven Spielberg.É absolutamente sedutor o tratamento que os animadores da Disney dão à personagem Sininho, criada por Julia Roberts na aventura de Spielberg. E merece nota 10 a cena em que as crianças voam sobre Londres ao som de You Can Fly. O uso da perspectiva impressiona, tanto mais que, naquela época (1953), não existia a computação gráfica que revolucionou, nos 90, o uso da perspectiva na animação. As novidades não param aí nem se restringem ao DVD. A Buena Vista também está colocando à venda, em vídeo, Mary Poppins, de Robert Stevenson, com Julie Andrews no papel que lhe deu o Oscar, e Uma Cilada para Roger Rabbit, de Robert Zemeckis, no segmento que une animação e live action.A Dama e o Vagabundo (Lady and the Tramp). Os 101 Dálmatas (101 Dalmatians). O Rei Leão 2 - O Reino de Simba, Peter Pan e Tarzan. Versões dubladas e legendadas. Preço médio: R$ 35. À venda em hipermercados e locadoras.Outros lançamentos - em VHS: Uma Cilada para Roger Rabbit, de Robert Zemeckis, com Bob Hoskins, e Mary Poppins, de Robert Stevenson, com Julie Andrews. Preço a critério dos lojistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.