CineSesc apresenta os melhores das telas em 2004

O CineSesc abre hoje, para o público, a 31.ª edição do festival dos melhores do ano anterior. A seleção de filmes é feita por meio da votação dos críticos e do público que freqüenta o cinema da Rua Augusta. A mostra selecionou 43 títulos, que fazem um bom resumo daquilo que passou pelo circuito comercial da cidade em 2004. Hoje, os dois filmes programados são Alguém Tem Que Ceder, de Nancy Meyers, e Dogville, de Lars von Trier.Amanhã, passa Os Sonhadores, de Bernardo Bertolucci, uma revisão amorosa e inspirada do maio de 1968 francês. Na sexta, aquele que talvez seja o mais radical dos títulos exibidos em 2004, O Pântano, da argentina Lucrecia Martel, que foi eleita a melhor diretora pela crítica. É um retrato devastador da família de classe média argentina, pintado com linguagem rigorosa e inovadora.O cinema brasileiro está bem representado na mostra. Peões, de Eduardo Coutinho, foi o vencedor do Festival de Brasília do ano passado e faz um retrato amoroso e esclarecedor da classe operária brasileira a partir das greves dos anos 70 no ABC paulista. Peões deve ser visto em dupla com Entreatos, de João Moreira Salles, bastidores da campanha de Lula à presidência. Os dois, juntos, fornecem um painel dos mais interessantes sobre a história brasileira recente. Festival Sesc dos Melhores Filmes de 2004 - Cinesesc - Rua Augusta, 2.075, 3082-0213. R$ 4. Até 28/4. Hoje, 16 horas, Alguém Tem Que Ceder, de Nancy Meyers; 18h15, Dogville, de Lars von Trier. Amanhã, 17 horas, Os Sonhadores, de Bernardo Bertolucci; 19h30, Encontros e Desencontros, de Sofia Coppola; 21h30, 21 Gramas, de Alejandro González Iñárritu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.