Cinemaxe exibe o belo <i>De Tanto Bater Meu Coração Parou</i>

Sempre acostumado às ofertas de cinemão americano, o espectador dispõe hoje da possibilidade de assistir a um ótimo filme europeu. O Cinemaxe (Emotion) exibe, às 22 horas, o belo De Tanto Bater Meu Coração Parou, de Jacques Audiard. Filho do roteirista e diretor Michel Audiard, Jacques vem desenvolvendo uma obra interessante, mas este filme marcou um momento muito especial de sua carreira. Não por acaso, consagrou-se no César, o Oscar do cinema francês, vencendo os principais prêmios de 2005.Romain Durys faz o protagonista, Tom, que vive no limite. Ele herdou o negócio escuso de seu pai e isso parece condicioná-lo a uma carreira no crime. Mas Tom é filho de uma pianista e um encontro fortuito o leva a acreditar que talvez possa voltar ao mundo da arte. Ele precisa se preparar para uma audição, que rola simultaneamente com o outro lado - sórdido - de sua vida criminal.Muito bem dirigido (e interpretado - Durys é hoje o queridinho do cinema francês), o filme que o espectador poderá ver nesta terça-feira é um remake da produção americana Fingers, de James Toback, com Harvey Keitel e Jim Brown, de 1978. O filme de Audiard é sólido, mas o de Toback não lhe fica atrás. É sensual e violento. Virou cult.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.