Cinemateca inaugura mostra de acervo nacional

Um professor de música folclóricase vê surpreendido fora de casa e sem roupas, sendo obrigado aenfrentar o falso moralismo da população carioca - o que vem aseguir é uma divertida comédia que Roberto Santos dirigiu em1967 e que amanhã inicia uma nova fase na CinematecaBrasileira: às 18 horas, com a exibição de uma cópia restauradade O Homem Nu, a entidade inicia a mostra Panorama do CinemaBrasileiro, que marca também a utilização mais constante de suasala. Com a mostra, a Cinemateca passa a exibir sessões dequarta a domingo, permitindo um acesso mais regular ao seuacervo, o que poderá formar um público que tenha um outro olharsobre as fitas. A novidade é que o trabalho é realizado por dezestagiários, que estão sob a supervisão de Carlos Roberto deSouza e Silvia Bahiense, diretores da Cinemateca que permitirama criação do espaço e a disponibilização do acervo. Assim, as funções são bem divididas: na catalogação,Fabian Gamarra e Fábio Kawano assistem aos filmes para aconfecção de sinopses. Monica Rennó e Rafael Sampaio trabalhamna incorporação e na identificação de materiais e na avaliaçãodo grau técnico dos mesmos. Marília Melo trabalha na manutençãoe análise do setor de preservação do acervo. Rodrigo Mercês fazo tratamento de imagens digitalizadas de filmes para o site doCenso. Fernanda Romero trabalha com a preservação do acervofotográfico. Silvia Nastari trabalha no arquivo Paulo EmílioSalles Gomes no setor de documentação. Rodrigo Archangelo éalimentador de fichas filmográficas para o Censo Cinematográficoe Juliano Tosi cuida da prospecção de materiais documentais. O Panorama do Cinema Brasileiro vai apresentar ainda umasérie de filmes que documentam épocas diversas da cinematografianacional, como Ganga Bruta, Seara Vermelha e Terra emTranse, que será exibido aamanhã, às 21 horas. Antes, ocorreum encontro com coordenadores da área de restauração. A partir do acervo da Cinemateca, o grupo já organiza osciclos dos próximos meses: filmes censurados ao longo do tempo,chanchadas durante o carnaval, mostras retrospectivas decineastas brasileiros (Roberto Santos, Luis Sérgio Person, JoséMojica Marins, Alberto Cavalcanti, Rubem Biáfora, Alex Viany,Nelson Pereira do Santos e Joaquim Pedro de Andrade), cinema eliteratura, futebol no cinema, filmes infantis, faroestesitalianos, os grandes comediantes do cinema, cinema russo ejaponês, e no segundo semestre uma mostra - homenagem a PauloEmilio Salles Gomes. SERVIÇO - Cinemateca: Largo Senador RaulCardoso 207, Vila Clementino, São Paulo. Ingressosa R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (estudantes).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.