Divulgação
Divulgação

Cinemateca faz mostra em homenagem ao centenário de Mazzaropi

Até 15 de abril, espaço vai exibir clássicos feitos pelo criador de um dos personagens mais famosos do cinema brasileiro, o Jeca Tatu

Agência Brasil

06 de abril de 2012 | 15h55

A Cinemateca de São Paulo realiza, neste mês, uma mostra em homenagem ao centenário de nascimento do ator Amácio Mazzaropi, intérprete de uma das personagens mais famosas do cinema brasileiro, o Jeca Tatu. A mostra trará, entre outros filmes, quatro clássicos do comediante em cópias restauradas pela própria Cinemateca: Zé do Periquito, de 1961, O Lamparina, de 1963, e O Corintiano, e O Puritano da Rua Augusta, ambos de 1966.

 

Nascido em abril de 1912, Mazzaropi iniciou sua carreira no cinema no início dos anos 1950, na comédia Sai da Frente, produzida pelos estúdios da Vera Cruz, em São Paulo, e dirigida pelo cineasta e dramaturgo Abílio Pereira de Almeida.

 

"A mostra tenta dar uma panorama da carreira do Mazzaropi, pelo menos sinalizando as personagens principais com as quais ele trabalhou. Dentro da filmografia dele, que é extensa, a gente fez um recorte pela disponibilidade de materiais, dando destaque aos filmes que cinemateca restaurou", ressalta o programador da Cinemateca Brasileira Rafael Carvalho, responsável pela mostra Centenário Mazzaropi.

 

Mazzaropi ganhou a simpatia do público em comédias que remetiam ao circo-teatro e à música caipira, e em filmes que tratavam de problemas cotidianos de sua plateia, como a vida do caipira na cidade grande e as mudanças de comportamento da sociedade.

 

A homenagem organizada pela Cinemateca reúne algumas das principais obras estreladas por Mazzaropi, como Sai da Frente e Nadando em Dinheiro, de 1952, e Candinho, de 1953, produções da Vera Cruz. Com produção da PAM Filmes, que pertencia ao ator, estrelou O Gato de Madame, em 1956, Chofer de Praça, em 1958, Jeca Tatu, em 1959, As Aventuras de Pedro Malazartes, em 1960, e Um Caipira em Bariloche, em 1973.

 

A mostra em homenagem ao artista, que morreu em junho de 1981, poderá ser vista até o próximo dia 15. Mais informações podem ser obtidas em www.cinemateca.gov.br.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Mazzaropijeca tatucinemateca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.