Cinemateca exibe 'Liberdade de Imprensa' em cópia restaurada

Rodado em 1967, filme de João Batista de Andrade se tornou um ícone, apesar de ter sido exibido muito pouco

Da Redação,

08 de abril de 2001 | 17h46

A Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, lança nesta terça-feira, 1, Liberdade de Imprensa - O Cinema de Intervenção (152 páginas, R$ 15), um volume assinado por Renata Fortes e João Batista de Andrade que traz o roteiro do filme Liberdade de Imprensa, de João Batista de Andrade, além de ensaios críticos sobre a produção. O lançamento, que acontecerá na Cinemateca Brasileira na capital paulista, terá a exibição do filme em cópia restaurada.   Trabalho de estréia de Andrade como diretor, Liberdade de Imprensa se tornou referência para o cinema, apesar de ter sido exibido muito pouco, pois foi censurado pelo regime militar. No documentário, Andrade discute, com declarações de políticos, como Carlos Lacerda, e figuras públicas, como os jornalistas Genival Rabello e Tavares de Miranda, a Lei de Imprensa, que foi promulgada em fevereiro de 1967 e estabeleceu oficialmente a censura no País.     Liberdade de Imprensa. Cinemateca Brasileira. Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Clementino, São Paulo. Terça-feira, 1, às 19 horas. Tel.: 11 -3512-6111.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.