Pagu Pictures
Pagu Pictures

Cinemark exibe somente produções brasileiras nessa segunda-feira

Pelo 19.º ano consecutivo, 'Projeta Brasil' dá destaque ao cinema nacional na rede

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

12 Novembro 2018 | 06h00

É hoje – pela 19.º ano consecutivo, a Rede Cinemark realiza o Projeta Brasil, exibindo somente produções brasileiras em suas salas de todo o País. Ficam de fora as salas Prime e o Village Mall, no Rio, mas, de resto, os cinemas Cinemark serão tomados por 40 longas de diferentes gêneros e para todas as idades. Muito importante – o preço promocional é de R$ 4. E os ingressos vendidos poderão ajudar a alavancar a produção brasileira, que este ano teve um desempenho fraco. Quando até Leandro Hassum, com O Candidato Honesto 2, vai mal, todo cuidado é pouco. Podedrá ser muito bem o dia da segunda chance (na bilheteria).

Filmes importantes, candidatos a blockbusters, estão sendo jogados para o ano que vem. O caso de Simonal é emblemático. A Downtown e a Paris Filmes planejavam lançar o longa de Leonardo Domingues em março de 2019, mas agora ele está sendo jogado para setembro, na expectativa de condições mais favoráveis. Nesta segunda, 12, a Rede Cinemark apresenta filmes lançados entre novembro de 2017 e outubro de 2018. Tem de tudo – em termos de gêneros. Terror, drama, ação, filmes teen e, claro, as comédias que, tradicionalmente, faturam bem na bilheteria, incluindo memoráveis sucessos de público.

As Boas Maneiras, Aos Teus Olhos, Benzinho, Chacrinha, Como É Cruel Viver Assim, Fala Sério Mãe!, Quase Dupla, Motorrad, Paraíso Perdido – estarão todos em cartaz (e muitos mais). É só checar sala e horário. O Processo, de Maria Augusta Ramos, sobre o impeachment de Dilma Roussef, é um dos destaques. O Cinemark também repõe filmes que estiveram no Projeta às 7, parceria da rede com a Elo Company. Desse horário virão Querido Embaixador, de Luiz Fernando Goulart, sobre o brasileiro Souza Dantas, que salvou judeus no Holocausto, e Abrindo o Armário, de Dario Menezes e Luís Abramo, sobre a (r)evolução do movimento LGBT no Brasil. A escolha é sua. As portas do Cinemark estarão abertas para todos e todas. 

Mais conteúdo sobre:
cinemaCinemark

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.