Cinema brasileiro conquista Estocolmo

Um festival de cinema brasileiro na Suécia vai levar 8 longas metragens e 11 curtas ao Cinema Zita, de Estocolmo, na próxima semana. Entre os dias 2 e 5 de abril, a capital sueca terá seu primeiro festival exclusivamente de filmes brasileiros recentes. Estão programados Copacabana, de Carla Camurati; Amores Possíveis, de Sandra Werneck; Moro no Brasil, de Mika Kaurismäki; O Auto da Compadecida, de Guel Arraes; A Partilha, de Daniel Filho; Brava Gente Brasileira, Lúcia Murat; Gêmeas, de Andrucha Waddington e Tolerância, de Carlos Gerbase. O último filme de Carla Camurati, Copacabana, abre o primeiro Brazilian Film Festival. Ela e outros cineastas brasileiros, como Lucia Murat, Guel Arraes e Sandra Werneck têm presença confirmada no festival. No site oficial do festival, www.brazilianfest.com, os organizadores informam que o interesse pelo cinema brasileiro vem crescendo na Suécia, principalmente depois de dois sucessos recentes naquele país: Central do Brasil, de Walter Salles e Eu Tu Eles, de Andrucha Waddington.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.