Cineastas torcem por "Cidade de Deus"

Cacá Diegues, cineasta - ?Estou muito feliz com essas indicações de Cidade de Deus. Além de merecido, por ser um ótimo filme, isso representa uma consagração, um reconhecimento do cinema brasileiro e beneficia outros filmes que virão depois.?Luis Bolognesi, roteirista - ?Maravilhoso, pensei que Cidade de Deus só seria indicado como filme estrangeiro. É muito forte, um dado positivo para o cinema brasileiro. Nossa produção é insignificante em relação à americana, mas o nosso cinema é de qualidade muito grande e todas as indicações são um sinal disso. O filme estará competindo com toda a indústria americana."Ugo Giorgetti, cineasta - ?Essas indicações são muito importantes para o cinema brasileiro. O filme foi indicado junto com outras produções americanas, não é? Isso é surpreendente, é ótimo. Cidade de Deus tem todas as qualidades para competir com eles. Gostei muito do filme.?Luis Carlos Barreto, produtor - ?Essas indicações são um mérito do Meirelles e do talento demonstrado desde o seu primeiro filme. E mostram o vigor e a força do cinema brasileiro, algo que é provado desde os anos de 60 e 70 e agora passa por um processo de renovação. Meirelles conquistou reconhecimento e repercussão internacional, o que é ótimo para o cinema nacional, uma grande contribuição.?Mário Carneiro, diretor de fotografia - ?Fico muito contente pela indicação da linda fotografia feita por César Charlone. Ele é quem mais merece o prêmio. Tenho algumas restrições ao roteiro, mas o filme cumpriu sua proposta na nova vertente do cinema brasileiro e merece levar o Oscar. Agora é só torcer!?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.