Reprodução
Reprodução

Cineastas criticam a indicação do filme brasileiro ao Oscar 2017: 'escandalosa'

Anna Muylaert, Aly Muritiba e Ivana Bentes usaram as redes sociais para expressar opiniões sobre a não indicação de 'Aquarius'

O Estado de S. Paulo

12 de setembro de 2016 | 16h54

A classe artística reagiu à não indicação de Aquarius para ser o filme brasileiro na disputa pelo Oscar 2017. "Do meu ponto de vista o maior prejudicado não foi nem é Kleber e sua equipe e sim o cinema brasileiro", escreveu a diretora Anna Muylaert - que havia retirado da corrida seu próprio filme, Mãe Só Há Uma, em apoio ao longa de Kleber Mendonça Filho. "É escandalosa a não indicação de Aquarius, de Kleber Mendonça Filho para disputar o Oscar 2016, anunciada a pouco, por retaliação política de um Ministério e governo ilegítimos", comentou a pesquisadora e professora da UFRJ Ivana Bentes (veja as mensagens na íntegra abaixo).

O Estado está tentando contato com Bruno Barreto, que foi presidente da comissão de escolha, mas ele ainda não respondeu à reportagem. No início de setembro, ele disse que a comissão teria que escolher "um filme que não necessariamente seja o melhor, mas que tenha o perfil dos votantes da Academia de Hollywood, que é formada por pessoas mais velhas”.

Outro diretor que se manifestou foi Aly Muritiba - que também retirou seu filme (Para Minha Amada Morta) da disputa. "Uma das piadas da qual não participei. Nunca reconheci esta comissão: o golpe estava anunciado há tempos. E o Bruno Barreto ainda ousou dizer que retiramos nossos filmes por medo do Aquarios...chupa Bruno Barreto! Medo de quê????", escreveu.

"Não vi (ninguém viu) Pequeno segredo, o filme brasileiro escolhido para tentar a indicação para o Oscar de filme estrangeiro, tomara que seja ótimo, mas a não indicação de Aquarius é simplesmente um absurdo", afirmou o cineasta Jorge Furtado. 

Veja as mensagens na íntegra:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.