Cineasta mexicano Alfonso Cuarón ganha prêmio do MoMA

Premiação ocorre no próximo dia 10 de novembro

EFE, O Estado de S. Paulo

08 de outubro de 2014 | 09h00

NOVA YORK - O cineasta mexicano Alfonso Cuarón foi o escolhido para receber o Film Benefit, prêmio anual do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA) destinado a quem dá importantes contribuições à sétima arte. A cerimônia de entrega será no próximo dia 10 de novembro.

O museu nova-iorquino explicou que concedeu o prêmio a Cuarón por ele ser um artista que transita com comodidade tanto em produções de grandes estúdios, quanto no cenário independente. O MoMA também elogiou a capacidade do cineasta de conduzir histórias em ambientações diversas, que vão desde uma praia escondida no México até o espaço. Diretor de E Sua Mãe Também (2001), Filhos da Esperança (2006) e Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban (2004), Cuarón foi o primeiro realizador latino-americano a conquistar o Oscar de Melhor Diretor.

O cineasta tem uma boa relação com o MoMA e alguns de seus filmes fazem parte do arquivo do departamento de cinema da instituição. Além disso, em novembro de 2013, Cuarón apresentou o filme Gravidade em um evento do museu, ao lado de seu filho Jonás Cuarón, um dos roteiristas do longa-metragem.

A premiação contará com um jantar beneficente. Os ingressos custam de 25 mil a 75 mil dólares e o dinheiro arrecadado servirá para a aquisição e preservação de filmes, assim como para financiar futuras exposições com a temática cinematográfica. Pedro Almodóvar, Tilda Swinton, Quentin Tarantino, Kathryn Bigelow e Baz Luhrmann são alguns dos artistas que receberam o prêmio do MoMA em edições anteriores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.