Cineasta iraniana é solta sob fiança

A diretora de cinema Tahmineh Milani foi liberta após o pagamento de uma fiança de US$ 25 mil, imposta pelo Poder Judiciário do Irã. Tahmineh, famosa por suas idéias liberais, havia sido presa no lançamento do filme A Metade Escondida, há uma semana Segundo a Justiça, o filme tem propóstios políticos subversivos. O presidente do país, Mohammed Jatami, criticou a prisão e conseguiu, junto ao Ministério da Cultura, o pagamento da fiança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.