Cineasta Alan Parker é homenageado na França

O cineasta britânico Alan Parker, de 61 anos, diretor de filmes como Mississipi em Chamas e A Vida de David Gale, foi honrado hoje, na França, com a Ordem das Artes e Letras, um dos mais importantes prêmios do país."Você explorou as possibilidades do cinema com imenso talento", disse o ministro da cultura Renaud Donnedieu de Vabres ao entregar o prêmio, na cerimônia que aconteceu hoje em Paris. A filmografia do cineasta inclui ainda títulos como Pink Floyd the Wall (1982), Commitments - Loucos Pela Fama (1991) e As Cinzas de Ângela (1999).O ministro ressaltou que o filme de Parker de 1978, O Expresso da Meia-Noite foi visto por 6 milhões de franceses. Ele também exaltou a posição de Parker "contra apena de morte", em seu último filme, A Vida de David Gale, de 2003.Parker, membro fundador do Sindicato de Diretores da Grã Bretanha, disse que estava honrado com o prêmio. "Eu sou privilegiado e estou honrado por ser premiado pelo França, a porta-bandeiras do cinema pelo mundo", disse Parker, que também faz parte do comitê do Instituto Britânico de Cinema e é presidente do Conselho de Cinema.

Agencia Estado,

09 de março de 2005 | 17h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.