Cine Bijou abre mostra com clássicos do cinema

Uma oportunidade de Ver e Rever Clássicos em um dos cinemas mais tradicionais da cidade. Essa é a proposta da nova mostra do Cine Recriarte Bijou, que será aberta nesta sexta-feira, reunindo dez longas-metragens de 1950 a 96. O pacote junta obras-primas como A Marca da Maldade, de Orson Welles, Gritos e Sussuros de Ingmar Bergman, Noites de Cabíria, de Federico Fellini, e O Ódio, de André Tecniné.Os proprietários da sala estão prestes a fechar uma parceria com uma empresa de grande porte para financiar projetos mais ousados e impedir que o cinema feche novamente. Segundo o gerente Fausto Silvester, "muita gente ainda não sabe da reabertura do cinema", o que tem prejudicado a arrecadação. "Dependendo da empresa, o cine poderá alterar o nome, mas manterá o Bijou", adiantou um funcionário. O porquê do nome ele não soube explicar. "Talvez por ele ser um bijuzinho; confortável, aconchegante", arriscou. Para os cinéfilos, mais uma novidade: o Bijou lança uma carteirinha que dá direito a assistir todos os filmes quantas vezes desejar, com direito a um acompanhante, mas com a condição de manter em dia a mensalidade de R$ 20,00. Os interessados deverão preencher uma ficha e levar a carteira de identidade.Se estes projetos vingarem, o Bijou - reinaugurado há 10 meses depois de três anos fechado - poderá finalmente retomar o movimento de seus tempos áureos na década de 60, quando foi aberto.Cine Recriarte Bijou - Praça Franklin Roosevelt, 172. Tel 257-2264. Ingresso: R$ 6,00 ou R$ 3,00, com carteirinha do estudante. As sessões, que variam de quatro a cinco por dia, começam às 14 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.