Andrew Sullivan/The New York Times
Andrew Sullivan/The New York Times

Cinco canções essenciais de Pete Seeger

Músico considerado o pai do folk morreu na segunda-feira

AP

28 Janeiro 2014 | 18h11

Confira cinco canções essenciais de Pete Seeger, o pai do folk, que morreu na última segunda-feira aos 94 anos.

If I Had a Hammer

O clássico foi escrito em 1949 por Seeger e Lee Hays, e lançado um ano depois com o nome Hammer Song. Foi popularizada nos anos 1960 por Peter, Paul e Mary. A canção já foi apresentada incontáveis vezes em todo o mundo.

 

 

Waist Deep in the Big Muddy

Hino anti-guerra escrito em 1967, fala de um pelotão e seu capitão numa Louisiana de 1940. Uma dura alegoria sobre a Guerra do Vietnã, Waist Depp foi censurada pelos produtores da CBS quando Seeger se apresentou em um programa da emissora em Setembro de 1967. Um ano depois, o canal voltaria atrás e permitiria que ele retornasse e cantasse a canção.

 

 

Turn! Turn! Turn!

Seeger adaptou a linguagem do livro do Eclesiastes neste apelo por paz que se tornou o número um nas paradas nos anos 1960.

 

 

The Bells of Rhymney

Adaptada por Seeger de um poema galês sobre um acidente numa mina, foi gravada pelo Byrds

 

 

Where Have All The Flowers Gone?

Um hino anti-Guerra inspirada dos anos 1950, inspirada em palavras que Seeger encontrou numa canção dos Cossacks. Letras adicionais foram acrescentadas por Joe Hickerson em 1960. Marlene Dietrich, Harry Belafonte, Dolly Parton e U2 são alguns dos que já a gravaram.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.