"Cidade de Deus" vence o prêmio Coral em Havana

Cidade de Deus é o vencedor do prêmio Coral na categoria de longas de ficção no 24º Fesival de Havana, que terminou hoje em Cuba. O filme de Fernando Meirelles e Kátia Lund dividiu o prêmio com o argentino Tan de Repente, do diretor Diego Lerman. Concorriam ao Coral de melhor filme 41 longas de ficção. Cidade de Deus sai como grande vencedor do Festival de Havana. Além do prêmio de melhor filme, o longa também venceu os prêmios Coral de melhor fotografia, edição e atuação masculina, pelo qual todos os atores homens do elenco são homenageados. E dentre os prêmios extras, Cidade fez uma varredura: levou o prêmio Glauber, conferido pela imprensa estrangeira, o prêmio da Oficina Católica Internacional e o prêmio da Associação de Críticos de Cinema. Nada mau para esquentar os motores na disputa por uma indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro, na qual o filme de Fernando Meirelles é o candidato brasileiro.Havana também premiou outros exemplares do cinema brasileiro recente. O Invasor, de Beto Brant, ficou com a terceira colocação na categoria melhor longa de ficção. E Walter Salles Jr. foi escolhido o melhor diretor por Abril Despedaçado. O Coral de melhor roteiro ficou com o mexicano O Crime do Padre Amaro, uma adaptação do romance de Eça de Queirós.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.