Cidade de Deus, a favela, dividida por um filme

Enquanto o Brasil torce por Cidade de Deus no Oscar, a favela que lhe empresta o nome se divide. Todo mundo vai ficar de olho na televisão amanhã, mas há controvérsias sobre os benefícios que filme trouxe para quem mora lá e unanimidade quanto à falta de fidelidade aos fatos. Reclama-se também que o diretor nunca quis saber como se vive lá, mas Fernando Meirelles deve se consolar com seu colega Francis Ford Coppola, persona non grata em Corleone, cidade da Sicília famosa por causa da trilogia O Poderoso Chefão. A aversão é tão grande que o ator Al Pacino, o dom Corleone da série, foi conhecer a cidade, em 1999, e saiu corrido de lá. Aqui, a reação é mais amena." target=_blank>

Agencia Estado,

28 de fevereiro de 2004 | 04h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.