Ciclo repassa trajetória de Claudia Cardinale

Claudia Cardinale é uma atriz quesempre dispensou artifícios escandalosos para se promover, mesmocom uma vida atribulada. Depois de ser estuprada por um francêsem Túnis, onde nasceu, ficou grávida e decidiu ter o filho. Foipara Roma e acabou prisioneira de um produtor, que a obrigou arejeitar seu filho e a declará-lo seu irmão. Ela nunca escondeuseu passado. Na verdade, o ato de revelar servia como uma formade se auto-analisar. Por sua coragem e seu talento, o CentroCultural Banco do Brasil, em promoção conjunta com o InstitutoItaliano de Cultura de São Paulo, inicia nesta terça-feira um miniciclo com quatro filmes de Claudia.São longas que fazem um breve apanhado de sua trajetóriapelo cinema. A programação começa com Golpe dos EternosDesconhecidos (1959), filme de Nanni Loy. Trata-se dacontinuação de Eternos Desconhecidos, realizado por MarioMonicelli em 1958, primeira aparição de Claudia no cinema. Nessefilme, Nanni Loy retrata a sociedade italiana da época por meiode uma quadrilha de ladrões aventureiros.Em seguida, será exibido o imperdível A Moça com aValise, de 1960, considerado por muitos como a obra-prima deValerio Zurlini, cineasta italiano justamente homenageado no anopassado durante a Mostra Internacional de Cinema. O motivo é porapresentar um relato de delicado intimismo ao narrar a históriade um galanteador incorrigível, que um dia conhece uma bela moçae a conquista com falsas promessas. Depois de seduzi-la, porém,tenta se livrar dela.Nesta quarta-feira será exibido o melhor filme do ciclo:O Leopardo, que Luchino Visconti rodou em 1963. Premiada coma Palma de Ouro em Cannes, trata-se de uma das obras maissuntuosas da história do cinema, pois Visconti era um artista,um perfeccionista que nunca se rendeu ao cinema industrial. Cadaobra, para ele, era um lento processo artesanal, cada etapadevendo ser construída em função da necessidade interna do quese queria expressar.Com um elenco formado por Burt Lancaster, Alain Delonalém da própria Claudia Cardinale, o filme conta a sagahistórica da ascensão de uma classe dominante que ocupa o lugarde outra. Lancaster é Salinas, nobre siciliano que querpreservar seu mundo a todo custo, mas no fim reconhecerá serincapaz de deter a marcha da História. O símbolo da mudança éseu sobrinho predileto, Tancredi (Delon), nobre sem dinheiro quese casa com a burguesa vulgar (mas de beleza e fortunainvulgares), Angelica (Claudia). É de Tancredi a seu tio Salinasa frase que define o espírito do filme: "Se quisermos que tudocontinue como antes, é preciso que tudo mude."O ciclo termina com Inverno de 54, filme maisrecente (1989), dirigido por Denis Amar. Foi um grande sucessoquando exibido na França (superou Batman) e conta a história deum religioso capuchinho que comandou uma campanha popularatravés do rádio para remover das praças públicas e estações dometrô a população desabrigada de Paris. Pela importância de suaobra, Claudia Cardinale recebeu um prêmio especial, no Festivalde Berlim deste ano.Quatro Vezes Claudia Cardinale - Trajetórias de uma Musa. Terçae sábado, às 16 horas, quinta, às 18 horas, domingo, às 14 horas, Golpe dos Eternos Desconhecidos (1959), de Nanni Loy; terça edomingo, às 18 horas, sábado, às 14 horas, A Moça com a Valise(1960), de Valério Zurlini. Quarta, às 16 horas, sexta, às 14horas, sábado, às 18 horas, O Leopardo (1963), de LuchinoVisconti. Quinta e domingo, às 16 horas, sexta, às 18 horas, Inverno de54 (1989), de Denis Amar. De terça a domingo. R$ 8,00 e R$ 4,00(meia entrada).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.