Chris Rock apóia censura prévia no Oscar

Pela primeira vez apresentando o Oscar, o comediante Chris Rock, conhecido por falar muitos palavões, disse que o chamado atraso decência - uma demora de cinco segundos - na transmissão da cerimônia Oscar pela ABC será uma "rede de segurança". O atraso na transmissão de eventos ao vivo é usado para evitar que cenas inadequadas sejam exibidas, como cenas contentando palavrões ou nudez. No ano passado, no escândalo do show do intervalo do Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano, uma censura prévia como esta teria impedido que as cenas em que Janet Jackson apareceu com o seio à mostra fosse ao ar ao vivo."Já estive na TV e fui engraçado sem falar palavrões", diz Rock em uma entrevista ao programa 60 Minutes, que será exibida na noite de Domingo. "No que diz respeito ao conteúdo, eu falarei sobre os filmes. Não estou preocupado com isso. Tenho certeza de que a ABC está mais preocupada que eu". Gil Cates, produtor do Oscar, expressou sua confiança em Rock, que sugeriu, em recente entrevista à Entertainment Weekly, que nenhum homem negro Hetero assiste à transmissão do evento."(Um atraso) é uma rede de segurança", diz Rock, que também disse que quando chegar na noite do Oscar, ele pode chegar com uma equipe pequena. O ator, de 39 anos, diz que com "uma escolta você não deixa o mundo real de atingir. E se você não deixa o mundo real chegar em você, você não será engraçado."

Agencia Estado,

18 de fevereiro de 2005 | 17h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.