China proíbe exibição de <i>Os Infiltrados</i>, filme de Scorsese

A censura cinematográfica chinesa não vai aprovar a exibição nos cinemas de Os Infiltrados, dirigido por Martin Scorsese, porque o filme aborda um plano chinês para comprar equipamentos militares, disseram fontes governamentais nesta quarta-feira.Martin Scorsese recebeu o Globo de Ouro de melhor diretor na segunda-feira pelo longa, um thriller que, na opinião de muitos, pode lhe valer seu primeiro Oscar de melhor direção ou melhor filme. Integram o elenco Leonardo DiCaprio, Jack Nicholson e Matt Damon."Não há chance alguma de Os Infiltrados ser exibido nos cinemas da China continental, porque o lado americano negou-se a modificar uma parte da trama que descreve como Pequim queria comprar hardware de computador avançado para fins militares", declarou uma fonte."Essa parte da trama é definitivamente desnecessária", acrescentou a fonte, que pediu para não ser identificada porque não está autorizada a falar com a imprensa estrangeira."Os reguladores não entendem por que o filme quis envolver a China. Poderia ter falado do Irã, do Iraque ou qualquer outro país, mas não havia razão para incluir a China", disse a fonte, que é próxima ao organismo chinês que regulamenta filmes. Outra fonte governamental, que também pediu anonimato, confirmou a decisão.Um executivo em Hong Kong da Media Asia, que detém os direitos de distribuição de Os Infiltrados na China continental, disse que o filme não passou pela censura chinesa, mas se negou a dar mais detalhes sobre o assunto.É pouco provável que a decisão impeça os chineses de assistir ao filme, já que versões piratas já podem ser compradas em DVD nas ruas chinesas.Os Infiltrados é um remake feito em Hollywood do sucesso de Hong Kong Conflitos Internos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.