Divulgação
Divulgação

Centenário de Fellini: Ignácio de Loyola fala sobre a obra do cineasta

Cineasta italiano ficou conhecido pelo seu estilo barroco de memorialismo, e passou a ser sua marca registrada. Seu estilo exuberante deu origem ao adjetivo 'felliniano'

Redação, O Estado de S.Paulo

18 de janeiro de 2020 | 11h00


Federico Fellini, um dos maiores e mais influentes cineastas de todos os tempos completaria cem anos nesta segunda-feira, 20 de janeiro. Para lembrar um pouco de sua obra e da sua importância, convidamos o contista, romancista, jornalista, membro da Academia Brasileira de Letras e colunista do Estadão, Ignácio de Loyola Brandão,  para uma conversa com o editor do Caderno 2, Ubiratan Brasil, sobre os cem anos do cineasta italiano, que ficou conhecido pelo seu estilo barroco de memorialismo, e passou a ser sua marca registrada. Seu estilo exuberante deu origem ao adjetivo “felliniano”. Ouça:

 


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.