Andrew Medichini/AP
Andrew Medichini/AP

Cena de vômito em filme de Polanski é aplaudida em Veneza

'Carnage' tem Jodie Foster, Kate Winslet, Christoph Waltz e John C. Reilly no elenco

MIKE COLLETT-WHITE, REUTERS

01 de setembro de 2011 | 13h02

Ele pode ter ficado ausente, mas Roman Polanski fez sua presença ser notada nesta quinta-feira no Festiva Internacional de Cinema de Veneza com a comédia Carnage, na qual um vômito da atriz Kate Winslet arrancou uma grande gargalhada da plateia.

Parte do filme - uma adaptação da comédia teatral Deus da Carnificina, de Yasmina Reza - foi escrita pelo cineasta franco-polonês enquanto estava em prisão domiciliar na Suíça no ano passado.

Polanski, de 78 anos e diretor de clássicos como Chinatown, foi libertado depois que as autoridades suíças decidiram não extraditá-lo para os Estados Unidos, onde é procurado para cumprir pena de prisão por ter feito sexo com uma garota de 13 anos, em 1977, em Los Angeles.

Não causou surpresa o fato de Polanski não ter ido à ilha de Lido, sede do festival de Veneza, para acompanhar a première mundial de seu último filme, um dos 22 da competição principal do evento.

Mas três astros do elenco foram promover Carnage na mostra anual de cinema: Winslet e Christoph Waltz, ambos ganhadores do Oscar, e John C. Reilly. Jodie Foster, premiada por duas vezes com o Oscar, completa o elenco, mas não compareceu à coletiva de imprensa em Veneza.

Polanski escolheu Nova York como cenário para essa comédia de costumes, mas a filmou em Paris e teria ficado satisfeito com os fortes aplausos depois da exibição do filme, que provocou muitos risos entre os espectadores.

Winslet, no papel da corretora de investimentos Nancy Cowan, foi a mais ovacionada por seu vômito, uma experiência que ela depois descreveu como "hilariante".

"Nós todos fomos sobrepujados pelo riso. Tive de conter uma porção de vômito na boca, o que não é possível que uma pessoa faça. Então, sem entrar em muitos detalhes, foi um truque razoavelmente complexo e houve algumas CGI (imagens geradas por computador) extremamente inteligentes", disse ela.

Waltz, que interpreta Allan, o advogado do marido dela, acrescentou: "É preciso que seja dito que o vômito foi preparado de acordo com a receita de Polanski".

Depois que seus filhos se envolvem numa briga, o casal visita a escritora liberal e ativista Penelope Longstreet (Foster) e seu marido, o vendedor Michael (Reilly), um sujeito do tipo prático.

O que começa como uma conversa civilizada sobre o incidente descamba para um conflito muito emotivo entre os casais e, depois, entre homens e mulheres. Bebida e problemas de relacionamento enraizados fazem com que a crueldade surja rapidamente, embora o tom de comédia nunca deixe de estar presente.

"Na maior parte do tempo não nos sentimos como se disséssemos 'bem isso foi certamente engraçado'", comentou Reilly. "Essas pessoas estavam por passar para algo como uma experiência traumática para cada uma, por isso a comédia viria depois."

Rodado em apenas um apartamento, em tempo real, Carnage parece como se a platéia estivesse assistindo a uma peça na tela de cinema, o que alguns críticos viram como um defeito. Mas a reação geral entre os jornalistas que cobrem cinema foi favorável.

Quanto à sua estreia em um filme de Polanski, Winslet disse: "Quando Roman Polanski te convida para se unir a ele em qualquer projeto, você não diz não."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.