Celular de Hugh Grant é interceptado por jornalista britânico

O ator Hugh Grant e sua atual companheira, a milionária Jemina Khan, são as mais novas vítimas de um escândalo de interceptação de mensagens de telefones celulares no Reino Unido.O principal responsável pelo escândalo, que chegou a atingir o príncipe William e outros membros da família real britânica, é o jornalista do News of the World Clive Goodman, de 48 anos. Goodman deve comparecer esta semana aos tribunais.Goodman, atualmente em liberdade por ter pago fiança, foi acusado de conspirar para interceptar mensagens em um caso que pode envolver políticos, celebridades e atletas.O ex-diretor de um tablóide britânico afirmou ao jornal que a polícia ampliou sua investigação e que há outros 250 jornalistas que podem estar sendo investigados por este tipo de atividade, comum na imprensa sensacionalista britânica.Além de Hugh Grant, que depois de dois anos de ausência pôde ser visto em maio nos cinemas dos EUA em American Dreamz, outros dos envolvidos, segundo o jornal The Independent, são a jovem atriz britânica Keira Knightley e o apresentador de televisão John Leslie.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.