Celebridades choram a perda de Malibu

Uma verdadeira guerra está a ponto de ser travada entre estrelas de Hollywood e banhistas comuns por causa de uma faixa de praia de 40 km, composta de pequenas baías e mar cristalino. A costa de Malibu, na Califórnia, considerada durante anos por celebridades de Hollywood como exclusividade delas, deixou de ser uma paraíso fechado por determinação da administração costeira californiana.Os privilegiados que ali têm casas, como Barbra Streisand, Tom Hanks, Dustin Hoffmann, Goldie Hawne outros, vêem com preocupação as conseqüências da recente decisão governamental. Uma das primeiras "vítimas" foi o ator Ryan O´Neal (de Love Story), que tem uma casa de frente para o mar e assistiu a procissões de fãs se formarem a sua porta apenas para vê-lo na intimidade."A lei permite que todos se banhem", declarou a Comissão Costeira e, para dar força à norma, o Estado começou a construir dez corredores de acesso a pé que não estão sendo vistos com bons olhos pelos VIPs de Malibu. David Geffen, o multimilionário da indústria fonográfica que é sócio de Steven Spielberg na produtora Dreamworks, já acionou seus advogados para saber se há algum modo de "proteger-se" dos banhistas anônimos."Ele tem memdo que cheguem caravanas de caipiras e comecem a espionar pela janela de sua cozinha", disse Steve Hoye,presidente da associação Access for All (Acesso a Todos), um grupo ambientalista que, encarregado pelo governo da Califórnia, está supervisionando a construção dos acessos para pedestres. "Essas pessoas podem permitir-se ter uma casa de 5 milhões de dólares e praticamente nunca visitá-la", acrescentou Hoye. "Eles devem entender que isso acabou: não podem apropriar-se da praia, porque ela é de todos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.