Cassiano Ricardo é tema de filme

O poeta e imortal pela Academia Brasileira de Letras Cassiano Ricardo, nascido em São José dos Campos no final do século passado, será tema de um longa-metragem. O cineasta Valter Moreira pretende recontar parte da história do País utilizando trechos da vida do literato. Segundo o diretor, essa será uma maneira de falar do País de uma maneira mais artística e resgatar um importante nome da literatura nacional. "É um filme educativo, humano e simples", observou. Cassiano Ricardo Leite nasceu em 1894. Filhos de lavradores, formou-se em direito e participou da escola modernista, depois de uma rápida passagem pelo parnasianismo. Foi um dos fundadores do movimento nacionalista verde-amarelismo. Em 1928, lança um de seus principais livros Martim Cerere, seguido de outros grandes sucessos como Deixa Estar Jacaré, Um Dia Depois do Outro, Poemas Murais, Jeremias Sem Chorar e Os Sobreviventes. Ganhou diversos prêmios de literatura, entre eles o Jabuti e o Juca Pato. Faleceu em janeiro de 1974. Acompanhado da neta do poeta, Regina Célia Ricardo Gianesella, o diretor começou a procurar os locais em São José dos Campos para filmar as cenas da infância e adolescência de Cassiano. Um dos lugares que chamou atenção de Moreira foi o Parque da Cidade, onde se encontram os jardins de Burle Marx e a casa Olívio Gomes, uma construção modernista da década de 50 feita pelo arquiteto Rino Lévi. Outra locação cinematográfica será realizada na fazenda Santa Clara, no bairro rural Vargem Grande, na região em que o poeta nasceu. A propriedade mantém ainda um casarão colonial em perfeitas condições e já existente na época de Cassiano.O filme terá 100 minutos, cerca de 300 personagens e 700 figurinos de época. Uma equipe com 40 profissionais trabalham na produção, que começará a ser filmada em dezembro. O cronograma estabelecido por Moreira prevê 11 semanas de filmagem, sendo uma delas em Paris, onde o poeta viveu na década de 50 como o embaixador do café brasileiro. O diretor de fotografia, Victor Bogado, ficou impressionado com os belos cenários naturais existentes na cidade, principalmente a área do Banhado - uma grande depressão que contorna grande parte do centro da cidade. "Com certeza estaremos utilizando São José dos Campos em muitas das nossas locações", comentou Moreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.