Angela Weiss/AFP
Angela Weiss/AFP

Casey Affleck brinca com o irmão mais velho Ben durante entrevista em festival

O caçula vem colecionando prêmios e é um dos fortes candidatos ao Oscar por 'Manchester à Beira-Mar'

Amilton Pinheiro, O Estado de S.Paulo

05 Janeiro 2017 | 10h31

Durante uma entrevista com os atores no Festival de Palm Springs, na Califórnia, Casey Aflleck ironizou Ben quando um repórter perguntou sobre como eles estavam lidando com a concorrência nos cinemas, já que ambos estão em cartaz nos Estados Unidos, o caçula com um dos filmes mais premiados do ano Manchester à Beira-Mar, de Kenneth Lonergan, e o irmão mais velho com A Lei da Noite, que protagoniza e dirige. “Primeiro você tem que tentar ver o meu filme. Se os ingressos estiverem esgotados, o que é bem provável, vá ver o do Ben, que não está esgotado, mas ainda assim é muito bom”.

E imaginar que quando Ben Affleck sentiu o gosto de ganhar seu primeiro Oscar como co-roteirista do filme Gênio Indomável, de Gus Van Saint, em 1998, que ele protagonizava ao lado do Matt Damon (também roteirista premiado), Casey fazia um papel secundário no drama e não sonhava ainda com uma indicação que veria quase dez anos depois, quando concorreu como ator coadjuvante por O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford, dirigido por Andrew Domininik e protagonizado por Brad Pitt.

A consagração de Ben Affleck, que virou diretor, veio com Argo, um dos mais premiados do Oscar de 2012, inclusive como melhor filme (a segunda estatueta do irmão mais velho). Agora parece que é a vez do caçula, Casey, que vem colecionando prêmios pelo drama Manchester à Beira-Mar, onde faz o papel de Lee Chardler, que é obrigado a voltar para sua cidade natal para cuidar do sobrinho adolescente depois da morte do irmão. Ele já ganhou dois dos principais prêmios da crítica, o National Board of Review e Círculo de Críticos de Nova York, ainda concorre pelo Globo de Ouro (ator drama) e pelo Screen Actors Guild, o prêmio do Sindicato dos Atores dos EUA (o melhor termômetro do Oscar). Enquanto Ben, que dirige A Lei da Noite , provavelmente terá que ver o irmão brilhar na cerimônia do Oscar deste ano.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.