Cartaz do filme O Código Da Vinci em igreja romana

Um grande cartaz do filme O Código DaVinci, baseado no best-seller de Dan Brown e criticado peloVaticano, criou polêmica por ter sido colocado sobre a fachada emrestauração da igreja romana de São Pantaleão, informaram jornaislocais. O cartaz deve ser retirado em breve.Os trabalhos de restauração da igreja, sob responsabilidade doMinistério do Interior, os obrigaram a cobrir a fachada com umagrande imagem da Mona Lisa, que serve de publicidade para o filme eadverte que o mesmo estreará no dia 19 de maio. Segundo a agência Agi, que cita fontes do Vicariato de Roma, oministério ordenará a remoção do cartaz da fachada da igreja,localizada no centro da capital italiana.O pedido de tirar a publicidade da fachada do templo foisolicitado pelo reitor da igreja, Adolgo García, com o apoio dodiretor do escritório litúrgico do Vicariato de Roma, Marco Frisina.O cartaz do O Código DaVinci foi colocado no exterior do templo"sem o consentimento de todas as partes interessadas", segundo asmesmas fontes. O livro de Dan Brown - e conseqüentemente o filme, dirigido por Ron Howard - causou polêmica porque, segundo a organização católica Opus Dei, muitas pessoas se sentem "ofendidas" pela "falta de respeito" de O Código da Vinci com a fé cristã e com a própria Opus Dei.No filme, com estréia prevista para o Festival de Cannes, o protagonista é o ator norte-americano Tom Hanks, que atua no papel do analista em simbologia religiosa que descobre os supostos amorosos de Jesus Cristo e Maria Madalena, ocultados durante séculos por uma seita da Igreja.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.