Carta da MPA distribuída à imprensa

A Motion Picture Association (MPA) e suas empresas associadas:Buena Vista International, Inc., Columbia TriStar Film Distributors International Inc., Metro-Goldwyn-Mayer Studios Inc., Paramount Pictures Corporation, Twentieth Century Fox International Corporation, Universal International Films Inc., Warner Bros. International Theatrical Distribution, a division of Time, Warner Entertainment Company L.P, vêm acompanhando a discussão sobre a nova regulamentação para a promoção da indústria cinematográfica brasileira, que está sendo realizada pelo Grupo Executivo de Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica (GEDIC).Ao contrário do que tem sido veiculado na Imprensa nacional, a MPA e suas empresas associadas, presentes no Brasil há mais de 50 anos, não se opõem em contribuir financeiramente com a indústria audiovisual brasileira. A MPA e suas associadas acreditam que a nova regulamentação deveria ter menor ênfase em simples impostos e contribuições obrigatórias, e sim priorizar os incentivos à co-produção entre empresas brasileiras e estrangeiras.Talvez ainda não tenha chegado ao conhecimento público esta parceria que vem se firmando entre empresas nacionais e estrangeiras. A MPA e suas empresas associadas vêm atuando de forma importante na co-produção e distribuição de filmes brasileiros, tanto no território nacional como no exterior, como pode ser verificado nos dados abaixo:1- Parte da recuperação da indústria cinematográfica brasileira se deve a investimentos diretos da MPA e suas empresas associadas na co-produção e distribuição de filmes brasileiros, ou através do uso de incentivo previsto no art. 3 da Lei nº 8.685/93 (Lei do Audiovisual). 2- Conforme informado pela imprensa da indústria cinematográfica (Film B, nº 193, 23/07/2001), houve um aumento de 7% no número de espectadores de filmes brasileiros durante o primeiro semestre de 2001. Esse crescimento é quase que inteiramente atribuído à freqüência da exibição de filmes brasileiros co-produzidos e/ou distribuídos por empresas associadas à MPA, que teve um crescimento de 250% entre os anos de 1998 e 2000. 3- Entre os 10 filmes de maior bilheteria no Brasil durante o primeiro semestre de 2001, seis foram co-produzidos e/ou distribuídos por empresas associadas à MPA, incluindo A Partilha, Xuxa Popstar, Amores Possíveis, Bicho de Sete Cabeças, Um Anjo Trapalhão e A Hora Marcada.4- Nos últimos 5 anos, as associadas à MPA co-produziram e/ou distribuíram mais de 25 filmes brasileiros. Espera-se que esse ritmo de crescimento continue no futuro. Os próximos lançamentos e produções incluem Bufo & Spallanzani, Caramuru ? A Invenção do Brasil, Xangô de Baker Street, Xuxa e os Duendes, e Avassaladoras. Pelo menos cinco outros projetos estão neste momento em fase final de negociação e elaboração de contratos.5- Todos os filmes brasileiros que obtiveram sucesso no mercado americano nos últimos cinco anos foram co-produzidos e/ou distribuídos por associadas ou divisões da MPA, cabendo ressaltar Central do Brasil, Orfeu e Bossa Nova e Eu Tu Eles. 6- Dos três filmes brasileiros recentemente indicados ou nomeados ao Oscar para a categoria de melhor filme estrangeiro, dois ? Central do Brasil e O Que É Isso Companheiro - foram co-produzidos e/ou distribuídos pelas empresas ligadas à MPA. 7- A MPA e suas empresas associadas não só atuam na co-produção e distribuição de filmes nacionais, como também promovem o cinema nacional no exterior. O recente e bem sucedido Festival de Cinema Brasileiro em Miami, único grande Festival desse tipo realizado fora do Brasil, foi co-patrocinado pela MPA. 8- A MPA e suas associadas estão ativamente envolvidas na promoção de filmes brasileiros em outros países latino-americanos, tanto comercialmente, com a distribuição desses filmes, quanto culturalmente, disponibilizando fitas de vídeo para uso educacional, sem finalidade lucrativa.9- Desde 1994, a MPA e suas associadas vêm regularmente patrocinando "workshops" para roteiristas no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, trazendo professores renomados do exterior, visando o desenvolvimento dos profissionais do setor, bem como estudantes de cinema. 10- A MPA e suas associadas junto com o Ministério da Cultura organizaram recentemente um concurso nacional para roteiristas brasileiros, no qual um júri de 12 profissionais julgou mais de 200 roteiros. Os três vencedores receberam prêmios em dinheiro, uma viagem a Los Angeles para conhecerem os estúdios e homenagem no Consulado Brasileiro daquela cidade. Um dos roteiros premiados já está em produção no Brasil.Outro fator importante para o crescimento do cinema nacional é o combate à pirataria. A MPA e suas associadas sugerem que o cinema nacional e estrangeiro se unam contra a pirataria, tanto na sua forma tradicional, através da reprodução ilegal de vídeos, como na mais moderna, a pirataria de obras audiovisuais no meio digital. Vale citar que alguns dos filmes mais pirateados no país são Central do Brasil e Auto da Compadecida. Portanto, a MPA e suas associadas sugerem também que a nova regulamentação incorpore meios de proteção à indústria audiovisual e seus direitos autorais, através de regulamentação específica voltada ao combate à pirataria, bem como uma ligação com o novo Comitê Interministerial de Combate à Pirataria, criado em 13 de maio deste ano, pelo Presidente da República.Assim sendo, o objetivo da MPA e suas associadas em contribuir com o debate sobre a nova regulamentação cinematográfica é o de fortalecer ainda mais a parceria que já existe com o cinema nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.