Paul Hackett/ Reuters
Paul Hackett/ Reuters

Carrie Fisher teria papel central em próximo 'Star Wars', diz chefe da Lucasfilm

Detalhes do novo filme da saga têm sido mantidos em segredo até a estreia em 15 de dezembro

Piya Sinha-Roy, Reuters

24 Maio 2017 | 17h58

A atriz Carrie Fisher, que morreu no fim do ano passado, seria a força principal do nono filme da saga Star Wars, mas os planos foram interrompidos por sua morte repentina, disse a presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, em entrevista publicada nesta quarta-feira.

Kathleen disse à revista Vanity Fair que Fisher, que morreu em dezembro aos 60 anos após sofrer um ataque cardíaco, havia terminado de gravar sua participação no oitavo filme, Star Wars: O Último Jedi, e esperava que sua personagem, a general Leia Organa, fosse a figura central do Episódio 9.

"No minuto que ela terminou, ela me pegou pelo braço e disse: 'É melhor eu estar no centro do 9', porque Harrison (Ford) foi o centro do 7, e Mark (Hamill) é a frente e o centro do 8. Ela achava que o 9 seria o seu filme. E teria sido", disse Kathleen.

Carrie conquistou fama como a princesa Leia na franquia original Star Wars entre 1977 e 1983, ao lado do piloto de aeronave Han Solo, de Ford, e do combatente jedi Luke Skywalker, de Hamill.

Ford se despediu da franquia quando seu personagem foi morto no filme de 2015 Star Wars: O Despertar da Força, que reativou a história com uma nova trilogia de filmes sob produção da Walt Disney.

Detalhes de Star Wars: O Último Jedi têm sido mantidos em segredo até a estreia em 15 de dezembro, mas a Vanity Fair disse que o papel de Carrie no filme não foi afetado por sua morte, a não ser torná-lo mais marcante: "o filme de despedida tanto da atriz como da personagem".

O nono filme, que ainda não tem nome e tem previsão de lançamento em maio de 2019, está sendo retrabalhado por Kathleen, o diretor Colin Trevorrow e a equipe da Lucasfilm, de acordo com a Vanity Fair, e o início das filmagens está previsto para o ano que vem.

A Lucasfilm já havia anunciado que não irá recriar a aparência de Carrie digitalmente nos próximos filmes.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.