Capra e o acaso nas 'dominguices'

Capra e o acaso nas 'dominguices'

Cineasta agrega a debate já lançado por Woody Allen

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2013 | 02h19

Em Gramado, alguns críticos reclamaram da falta de qualidade técnica de O Primeiro Dia de Um Ano Qualquer. Não é por aí. O filme trata de amigos que se reúnem para uma festa de fim de ano. Amores, solidões, traições. Domingos Oliveira filmou na casa de Maitê Proença, e ela faz um dos papéis. O próprio Domingos aparece como ator, e lá pelas tantas some de cena. Onde andará? Está isolado, vendo um de seus filmes preferidos (na vida, como na ficção) - A Felicidade não Se Compra, de Frank Capra, o clássico por excelência do Natal.

Em Paixão e Acaso, que também estreia hoje, uma mulher que nunca se apaixona se envolve seriamente com um homem mais moço e, logo em seguida, com outro mais velho. Só o espectador sabe que os dois homens são, por acaso, pai e filho (Pedro Furtado e Aderbal Freire-Filho). Pareceu ao autor que a protagonista da trama rara (Vanessa Gerbelli) devesse ser uma psicanalista, com pacientes em crise, posto que a razão combate aquilo que não explica.

A sinopse do filme, assim contada, é do próprio Domingos, e ele se questiona sobre o papel do acaso na vida contemporânea. Lembra que o deus do amor é Eros. O do acaso, bem menos conhecido, é Tique (Fortuna, na mitologia romana). Tique, ou Tiquê, é filho de Zeus. E Domingos prossegue - Woody Allen, o grande pensador moderno do cinema, recolocou a questão do acaso em Match Point. O acaso é o Destino, esse rei que, se divertindo e sem declarar razões, define os caminhos dos homens.

Domingos acrescenta que Allen, ao levar sua discussão para os bares, fez com que Tique experimentasse um evidente upgrade nas preocupações atuais. Mas a verdade é que, independentemente da visão do artista, o acaso está hoje em toda parte, na guerra como nos negócios ou no amor. É só saber ver. Domingos agrega ao tema. O lançamento simultâneo de O Primeiro Dia e Paixão e Acaso propicia comparações curiosas. E você ainda vai se divertir bastante, agora é o repórter quem diz.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.