Cannes vê o novo filme de Julio Bressane

O novo filme de Julio Bressane é cartaz de hoje da Quinzena dos Realizadores, mostra paralela do Festival de Cannes. O diretor de 56 anos, o mais erudito do cinema nacional, que tardiamente tem sido reconhecido pela crítica européia, apresenta seu Filme de Amor.Ainda inédito no Brasil, o filme conta a história de três amigos dos subúrbios cariocas, cada qual representando três graças da mitologia, Tália, Abigail e Eufrosina, trindade forjada por Vênus, a deusa do Amor.Os três amigos, Gaspar (Fernando Eiras), Hilda (Bel Garcia) e Matilda (Josie Antello) passeiam por um Rio decadente e se encontram aos finais de semana num sobrado abandonado. Neste Filme de Amor, não faltam cenas picantes, incluindo felação e masturbação. "O filme não se esquiva da pornografia, ele quer ser pornográfico. Até porque não existe amor sem a pornografia", disse o diretor ao Estado.Bressame tem em seu currículo mais de 30 filmes. Desde 1970, porém, quando mostrou Matou a Família e Foi ao Cinema, não participava do festival francês. Já da mostra de Veneza, Bressane tem aparecido com feqüência nos últimos anos, e agradado à crítica. O festival italiano viu Miramar, em 1997, São Jerônimo, em 1999, e Dias de Nietzsche em Turim, em 2001.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.