Cannes assiste filme com episódio de Walter Salles

O filme Paris Je T´Aime, visão cinematográfica do amor e da capital francesa filmada por cerca de vinte cineastas, o brasileiro Walter Salles, a espanhola Isabel Coixet e o mexicano Alfonso Cuarón, abre hoje a seção oficial do Festival de Cinema de Cannes.Walter Salles participou do projeto com o segmento Loin du 16ème (Longe do Dezesseis), protagonizado pela atriz Catalina Sandino Moreno.Os irmãos Joel e Ethan Coen (dos EUA), Gus Van Sant, Richard LaGravenese, Wes Craven e Alexander Payne - o mais aplaudido hoje na exibição para a imprensa - estão na lista de cineastas que aceitaram contar um encontro amoroso, em um bairro de Paris, no máximo em cinco minutos, com um orçamento mínimo.Cineastas retraram encontro amosoro em bairro parisientesTom Tykwer (Alemanha), Vincenzo Natali (Itália), Suwa Nobuhiro (Japão), Oliver Schmitz (África do Sul) e Christopher Doyle (Austrália) também participam do projeto.Paris Je T´Aime conta ainda com os segmentos da indo-britânica Gurinder Chadha e os franceses Olivier Assayas, Frédéric Auburtin, Sylvain Chomet, Gérard Depardieu e Bruno Podalydes, idéia que devido à complexidade foi considerada utópica.O processo não foi simples. O diretor Tristan Carné e o produtor Emmanuel Benbihy lançaram a idéia em 2000 e, finalmente, a produtora de O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, Claudie Ossard, com quem se associaram em 2004, apresentou o resultado do projeto hoje à imprensa.Segundo o jornal Le Monde, as diferenças entre os hoje ex-associados - em particular sobre a ligação dos segmentos entre si - fazem com que a versão atual não seja ainda a definitiva.Alfonso Cuarón, um dos produtores presentes na tradicional entrevista coletiva antes de uma grande estréia em Cannes, minimizou a importância da polêmica ligação entre os curtas."Basta aceitar que é uma sucessão de curtas-metragens. No que diz respeito a mim (...), queria uma coisa bastante banal", mostrar "a vida nas ruas de Paris", disse Cuarón sobre seu segmento, protagonizado pelo ator francês Ludivine Sagnier e pelo americano Nick Nolte, além de um terceiro personagem anônimo.Nathalie Portman, Elijah Wood, Juliette Binoche, em elenco estelar Junto com eles, a lista de atores também impressiona, com nomes como Nathalie Portman, Elijah Wood, Leonor Watling, Juliette Binoche, Gena Rowlands, Gérard Depardieu, Ben Gazzara, Mariane Faithfull, Fany Ardant e Bob Hoskins.Alexander Payne - cujo segmento, aparentemente muito simples, fala de eternidade e narra algo mais que um original e profundo encontro amoroso em uma cidade - além de dirigir emprestou a figura ao fantasma de Oscar Wilde, pois, quando Wes Craven filmava "Pére-Lachaise" precisava de "alguém com cabelo comprido".De seu 14ème arrondissement, Payne disse ter escolhido o distrito XIV de Paris porque uma amiga sua vive no lugar, e seria uma chance de conhecê-lo melhor.Os irmãos Coen - os primeiros a filmar Tuileries, com Steve Busceni, tanto que serviu de "curta-piloto" - também receberam aplausos no passe matinal, assim como Bastille, de Isabel Coixet, mas um pouco mais tímidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.