Caderno 2 vota em "Cinema, Aspirinas e Urubus"

Em rápida enquete entre os jornalistas do Caderno 2, a unanimidade se impôs: o filme brasileiro recente mais adequado para tentar a vaga do Oscar seria "Cinema, Aspirinas e Urubus". Veja as justificativas :Dib Carneiro Neto: ´O tema da amizade sempre cativa as platéias do mundo. E talvez seja o filme que mais tenha a cara do cinema inquieto que se tenta fazer hoje no País.´Ubiratan Brasil: ´Um filme que mostra como a memória nordestina é realmente universal ao privilegiar a convivência e a tolerância.´Flávia Guerra: ´Popular sem ser popularesco, é um filme raro, no qual as escolhas corajosas acabam por moldar um caráter único. Olhar carinhoso, mas nunca condescendente, sobre as mazelas do Nordeste. Marcelo Gomes reinventa o Cinema Novo, em sua luz crua e cortante do sertão, seus tipos, seus diálogos.´Luiz Zanin Oricchio: ´Na contra-mão de uma certa tendência do falastrão cinema brasileiro, filme usa lacunas e elipses para permitir que o espectador participe na construção do relato. Menos é mais.´Luiz Carlos Merten: ´O casamento do Cinema Novo com o árido movie bem poderia pavimentar nossa caminhada para o Oscar.´Antonio Gonçalves Filho: ´O road movie é um gênero americano por excelência e o filme trata justamente do encontro com o antípoda num terreno árido, que exige o reconhecimento do outro para a sobrevivência. Os americanos devem se identificar nesse drama.´

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.