'Brokeback Mountain' vai virar ópera em Nova York

Conto de Annie Prouxl já foi adaptado para cinema em 2005 e contou com Heath Ledger no elenco

Belinda Goldsmith, da Reuters, e Ansa,

08 de junho de 2009 | 11h00

A ópera da cidade de Nova York convidou o compositor norte-americano Charles Wuorinen para escrever uma ópera baseada em Brokeback Mountain, história de amor entre dois caubóis que, ao virar filme dirigido por Ang Lee e protagonizado por Heath Ledger e Jake Gyllenhaal, venceu três Oscars. O porta-voz da casa de ópera, Gerard Mortier, disse em um comunicado divulgado no domingo, 8, que Wuorinen aceitou o convite para compor uma ópera baseada no conto de Annie Prouxl. A ópera deve estrear na temporada de primavera de 2013. Esta seria a segunda estréia mundial de Wuorinen na ópera da cidade. Ele também compôs Haroun e o Mar de Histórias, adaptação do romance de Salman Rushdie, que estreou em 2004. "Desde que conheci a extraordinária história de Annie Prouxl, queria fazer uma ópera com ela. Fico feliz que Gerard Mortier e a Ópera de Nova York tenham me dado a oportunidade de fazer isso", disse Wuorinen, de 70 anos, em um comunicado. Brokeback Mountain conta a história de dois homens que se apaixonam na montanha fictícia de Brokeback, em Wyoming, em 1963. O relacionamento dura 20 anos. A história virou filme em 2005 e ganhou três Oscars: melhor roteiro adaptado, melhor direção e melhor trilha sonora original, assinada pelo músico argentino Gustavo Santaolalla, vencedor do Oscar também em 2006 pela trilha do filme Babel.   O ator australiano Heath Ledger, que morreu em janeiro, aos 28 anos, de overdose acidental de drogas prescritas, foi indicado a um Oscar pelo papel.

Tudo o que sabemos sobre:
'Brokeback Mountain'Nova York

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.