Britney dribla a crítica e estréia bem nas telas

Os críticos haviam previsto que a pop star Britney Spears repetiria nos cinemas o mesmo fracasso que Mariah Carey provara com Glitter, o primeiro golpe de uma sucessão de reveses que culminou com o rompimento de seu milionário contrato com a EMI. Erraram. A despeito das resenhas bastante negativas, a estréia de Britney nas telas rendeu um bom resultado nas bilheterias e pode até esquentar seu desempenho no mercado fonográfico. Em seu primeiro fim de semana em cartaz nos cinemas americanos, Crossroads arrecadou US$ 14,6 milhões e ficou em segundo lugar em faturamento. No filme, Britney vive uma de três amigas que se reencontram após anos separadas.Em primeiro lugar no ranking de bilheteria, apareceu Denzel Washington e seu John Q, que faturou US$ 20,6 milhões. Nele, Denzel vive o pai desesperado de um garoto que necessita de um transplante de coração. Atrás de Britney, com a terceira arrecadação do fim de semana, apareceu a nova animação da Disney, Return to Never Land. Seqüência para o clássico Peter Pan, a fita faturou US$ 11,8 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.