Britânicos verão 'Calígula' na íntegra após 30 anos de censura

Original tinha roteiro de Gore Vidal eMalcolm McDowell, Helen Mirren, Peter O'Toole e John Gielgud no elenco

Efe,

08 Agosto 2027 | 14h35

Os britânicos poderão ver, pela primeira vez, a versão sem cortes de Calígula, o polêmico filme de Bob Guccione, quase 30 anos depois que as autoridades do Reino Unido censuraram suas cenas de sexo mais explícitas.   O Conselho Britânico de Classificação de Filmes (BBFC, na sigla em inglês) publicou hoje em seu site a nova avaliação do filme, desta vez sem veto algum, e que o descreve como um filme para adultos.   O filme original, rodado em 1979, tinha roteiro de Gore Vidal, e contava com estrelas como Malcolm McDowell, Helen Mirren, Peter O'Toole e John Gielgud.   No entanto, e segundo conta a edição digital do diário britânico Daily Telegraph, o produtor do filme e editor da revista pornográfica Penthouse, Bob Guccione, considerou que não tinha conteúdo sexual suficiente.   Por isso, Guccione filmou de forma secreta cenas de sexo lésbico explícito, incesto e zoofilia, e as incluiu na edição do filme. O filme nunca recebeu o sinal verde das autoridades britânicas para sua exibição nos cinemas do país. Quase três décadas depois, a BBFC mudou de parecer, e aceitou a comercialização na íntegra desta edição, devido a seu interesse histórico.

Mais conteúdo sobre:
'Calígula' Gore V

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.