Brigitte Bardot pensa em deixar a França e morar na Suécia

A ex-musa do cinema francês Brigitte Bardot pensa atualmente em morar na Suécia por sentir-se "muito mais próxima à sensibilidade" deste país. "Minha imagem e minha fama estiveram sempre associadas à França. Mas, ao contrário de (Greta) Garbo, que deixou a Suécia para acabar seus dias nos Estados Unidos, eu talvez abandone a França para ficar com meus familiares na Suécia", avalia, em carta enviada ao primeiro-ministro sueco, Goran Persson."O discurso do meu Governo me dá vergonha, vergonha de ser francesa e de ser até certo ponto desprezada e totalmente incapaz de ser ouvida em meu próprio país", prossegue a carta de Brigitte, presidente de uma associação de proteção aos animais que leva seu nome.No último dia 8 de junho, a intérprete divulgou outra carta, dirigida ao ministro da Economia francês, Thierry Breton, na qual se mostrava "consternada e escandalizada" pela oposição francesa ao regulamento aprovado pela Suécia para melhorar as condições sanitárias em criações de bisões. Para Brigitte, que participou do clássico E Deus Criou a Mulher, os argumentos de Breton contra a iniciativa sueca expostos à União Européia são "de uma estupidez que supera o entendimento", como diz a carta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.