Brigitte Bardot exige que Peretz prove ser "homem de paz"

A ex-atriz francesa Brigitte Bardot escreveu uma carta ao ministro da Defesa de Israel, Amir Peretz, para exigir "provas de que é um homem de paz, como diz ser", segundo a edição de hoje do jornal Yedioth Ahronoth.Bardot, de 72 anos, enviou uma carta a Peretz após o bombardeio aéreo de domingo na localidade libanesa de Qana, no qual 57 civis morreram, a maioria mulheres e crianças.A prova deve ser "deixar de atacar a população civil do Líbano", esclarece a atriz, que há 30 anos abandonou a carreira cinematográfica para se dedicar à proteção dos animais."Deposito minha confiança em que assim será, e estou orando pelas vítimas libanesas", escreve Bardot, considerada em sua juventude como a mulher mais bela do mundo."Por um acaso os sobreviventes de um genocídio (o Holocausto judeu durante a 2,ª Guerra Mundial) podem se comportar como governantes cruéis? Não acho que isto seja assim", afirmou Bardot na carta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.