"Bridget Jones" tem segurança reforçada

A segurança em torno da seqüência do filme O Diário de Bridget Jones está sendo reforçada em meio a notícias de que milhões de dólares estão sendo oferecidos para a confecção de cópias piratas.Os produtores do filme temem que ele possa acabar nas mãos de uma gangue criminosa de distribuição internacional de produtos falsificados e causem enorme prejuízo. Um porta-voz do estúdio cinematográfico Working Title disse: "Nós estamos cientes de que montantes significativos de dinheiro estão sendo oferecidos por qualquer imagem antecipada do filme." A produtora Working Title não quis comentar notícias de que criminosos oferecem até US$ 10 milhões por uma cópia digital perfeita do filme. Bridget Jones: No Limite da Razão promete ser um dos grandes sucessos de bilheteria de 2004. Estimativas sugerem que ele pode arrecadar até US$ 200 milhões. Estrelado pela atriz norte-americana Rennée Zellweger, que passou por um processo de engorda-emagresse-engorda, já que protagoniza os dois filmes da série.O primeiro filme da série, baseado no livro de Helen Fielding O Diário de Bridget Jones, fez muito sucesso. Trata-se de uma comédia sobre as atribulações de uma mulher na faixa dos 30 anos, que mora em Londres, e está em busca de amor.Cópias piratas de má qualidade em DVD de recentes campeões de bilheteria como Homem-Aranha 2 são vendidas no mercado negro na Grã-Bretanha por cerca de US$ 18 (R$ 54) cada uma. Dados da indústria cinematográfica mostram que cópias piratas de DVDs de filmes no primeiro semestre de 2004 mais do que triplicaram em comparação ao mesmo período de 2003. No ano passado estima-se que a indústria teve um prejuízo de até US$ 896 milhões - um montante que pode dobrar dentro de três anos.A Federação Contra Roubo de Direitos Autorais (Fact, em inglês), que faz uma campanha contra a pirataria, disse: "Um filme caro com o calibre de Bridget Jones será alvo de gangues de crime organizado e nós imaginamos que desperte interesse considerável entre os piratas de filmes." A Fact diz que há cada vez mais indícios de que gangues de pirataria estão ligadas ao narcotráfico, extorsão e até terrorismo. A organização afirma que os "piratas" desenvolvem esforços para se infiltrar entre funcionários da indústria do cinema, tais como operadores de projetor, para obter cópias de boa qualidade dos filmes.Atualmente, 90% dos filmes em DVD resultantes de pirataria ainda em vias de ser lançados oficialmente são obtidos com uma câmera de vídeo posicionada dentro de cinemas, com freqüência em sessões antecipadas para a crítica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.