Brett Ratner renuncia à produção do Oscar após insulto a gays

O cineasta Brett Ratner deixou seu emprego como produtor do Oscar ao apresentar na terça-feira sua renúncia aos organizadores da premiação, depois de ter causado indignação no setor de entretenimento por conta de seu insulto aos homossexuais.

BOB TOURTELLOTTE, REUTERS

09 de novembro de 2011 | 10h10

Durante uma sessão de perguntas e respostas na exibição de sua nova comédia, "Tower Heist", na semana passada, Ratner foi questionado sobre os ensaios antes da gravação do filme, e respondeu: "ensaiar é para bichas".

Ele se desculpou publicamente depois, mas o dano já havia sido feito. Alguns grupos defensores dos direitos dos gays e alguns membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que organiza os Oscars, não concordaram com o seu uso da palavra "bichas".

A Academia disse que Ratner entregou sua carta de renúncia na manhã de terça-feira, mas ainda não havia informações de quem seria seu substituto.

Tudo o que sabemos sobre:
CINEMARATNERRENUNCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.