Brasileiros disputam Festival de Amiens

Dois filmes brasileiros foram selecionados para a mostra oficial do Festival Internacional do Filme de Amiens (norte da França). Uma Onda no Ar, de Helvécio Ratton, e Rua 6, s/n, de João Batista de Andrade, vão concorrer ao Licorne de Ouro, com produções da palestina (Bilhete para Jerusalém), da Tunísia, (La Boite Magique), da Bélgica (Mesje), México (Ciudades Oscuras) e Argélia (Rachida) e Guiné-Bissau (Nha Fala). A 22ª edição do Festival de Amiens, que começa sexta e vai até 17 de novembro, será dedicado aos estúdios mexicanos, ao cinema africano e aos jovens diretores europeus.O estúdio Churubusco Asteca, do México, conhecido nas décadas passadas como "fábrica de sonhos", ganhará uma grande retrospectiva com figuras lendárias do cinema latino, como María Félix e Cantinflas. A parte dedicada a jovens cineastas europeus dará destaque a curtas e documentários. Conhecido por sua forte conotação política, o Festival de Amiens apresentará documentários sobre temas variados, como a Aids, a situação cultural e econômica na Argélia e a questão da imigração. O diretor americano de origem austríaca Edgar G. Ulmer, criador do Barba Azul, será a personalidade homenageada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.